Publicidade

Brasileiros optam por viver no Chile mesmo com benefícios trabalhistas menores; entenda

Brasileiros que compraram passagem só de ida para o Chile contam como encontraram vagas de emprego em Santiago e explicam como a qualidade de vida justifica uma viagem para o outro lado do continente

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

Pelo menos 19,3 mil brasileiros moram no Chile. Eles apresentam diferentes razões para a escolha do novo lar: qualidade de vida, ascensão mais rápida na carreira e jornada de trabalho reduzida. Ainda assim, precisam lidar com desafios, como custo de vida mais alto, ausência de 13º salário, férias menores e um sistema previdenciário privado controverso.

Karen Viana se mudou para o Chile em 2017 após uma proposta da multinacional em que trabalha. Foto: Arquivo pessoal

PUBLICIDADE

“Quando penso na qualidade de vida que conquistei no Chile, não cogito voltar para o Brasil. É um lugar caro para se manter, mas estou bem posicionada profissionalmente e vivo em um local que me traz segurança”, diz a administradora Karen Viana, 34.

Matéria do Estadão mostra as motivações e a realidade de brasileiros que trabalham no país. A reportagem conversou com profissionais de diferentes áreas para saber quais são as vantagens e os desafios de se trabalhar e viver no Chile. Para saber as histórias, acesse a reportagem completa neste link.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.