Publicidade

Votorantim Cimentos pede registro para oferta inicial de ações

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

A Votorantim Cimentos, maior produtora do insumo do país, pediu registro na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para realizar uma oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês). A operação --que inclui uma oferta primária, de ações novas, e secundária, de papéis atualmente detidos pelos sócios-- será coordenada pelo Itaú BBA. A companhia, que se apresenta como uma das dez maiores do mundo no setor de cimentos, é a mais lucrativa do conglomerado Votorantim Industrial, da família Ermirio de Moraes e um dos maiores do país. A área de cimentos do grupo Votorantim teve receita líquida de 9,78 bilhões de reais em 2012, ou 41 por cento do faturamento do grupo no ano passado. Já o lucro antes de juros, impostos depreciação e amortização (Ebitda) somou 3,17 bilhões de reais. O pedido de IPO ocorre depois que a Votorantim Industrial divulgou no começo de março que encerrou 2012 com uma queda de 93 por cento no lucro líquido, para 87 milhões de reais, pressionada por baixas contábeis nos segmentos de metais e mineração. A dívida líquida terminou o ano em 18,4 bilhões de reais enquanto a posição de caixa em 7,1 bilhões. A intenção de oferta de ações também ocorre depois que a empresa concluiu no ano passado a troca de ativos da cimenteira portuguesa Cimpor com a Camargo Corrêa. Na operação, a Votorantim expandiu sua área de cimentos na Europa, Ásia e África. (Por Alberto Alerigi e Aluísio Alves)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.