Opinião|Parceria entre instituições de ensino de São Paulo permite a estudantes cursar disciplinas eletivas em diversas áreas

PUBLICIDADE

Ensino Médio do Colégio Marista Arquidiocesano se une a renomadas universidades, visando proporcionar aos estudantes uma vivência do ambiente universitário

PUBLICIDADE

Em parceria com IBMEC, ESPM, Universidade Federal do ABC (UFABC) e Faculdade Sírio-Libanês, o Colégio Marista Arquidiocesano, está oferecendo disciplinas eletivas - os chamados Hubs -, na 1ª e 2ª séries do Ensino Médio, que abordam temas relacionados a diversas áreas do saber, com o objetivo de aprofundar conhecimentos específicos para a formação acadêmica.

Obrigatórias, as disciplinas de livre escolha do aluno têm como objetivo desenvolver as habilidades do século XXI, tais como resolução de problemas complexos, trabalho colaborativo, criatividade, relacionamento interpessoal, negociação, julgamento e tomada de decisão, negociação, entre outras, por meio de projetos envolvendo os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) propostos pela ONU.

Na 1ª série do Ensino Médio, o IBMEC aborda o tema "Arquitetura e Urbanismo", no qual serão estimulados o pensamento reflexivo, a capacidade investigativa, criativa e solucionadora de problemas. Serão aprimoradas a capacidade de trabalho em equipe, expressão e comunicação oral, escrita e gráfica, enfatizando os aspectos ambientais e a arquitetura na sua relação com a cidade.

A ESPM tratará sobre "Mídias e Mercado de Entretenimento", visando sensibilizar os alunos sobre a importância da comunicação e seus meios de produção que se inter-relacionam com muitas áreas do conhecimento. A comunicação transversal é necessária  para todo tipo de profissão. No outro tema que será ministrado, "Empreendedorismo e as novas configurações do mundo do trabalho", a turma pesquisará e identificará uma oportunidade de negócios e estrutura de modelo, elaborando a primeira etapa de desenvolvimento do cliente, decidindo se deve ser explorada e identificando os recursos, com simulação de cenários propícios ao empreendedorismo.

Publicidade

"Uma jornada interconectada pelo universo das Ciências da Saúde" será o conteúdo destinado à Faculdade Sírio-Libanês, desenvolvendo uma compreensão abrangente e multidisciplinar das Ciências da Saúde, cultivando uma base de conhecimento teórico e prático que habilite os estudantes a compreender a complexa interação entre estrutura e função do corpo humano, os fundamentos das práticas clínicas e da pesquisa, a importância crítica das inovações tecnológicas em saúde e a capacidade de enfrentar os desafios da área no cenário global. O conteúdo também será trabalhado com os alunos do 2º ano.

Na 2ª série do Ensino Médio, o IBMEC tratará do tema "Introdução à Internet das Coisas", visando capacitar os estudantes a projetar e implementar um dispositivo IoT funcional, abrangendo a coleta e análise de dados até a interação física por meio de LEDsLCDs buzzers, além da simulação de ferramentas que permitirão a experimentação virtual antes da construção física, inspirando os estudantes nas áreas de ciência, tecnologia, engenharia e matemática, preparando-os para futuras carreiras no setor.

"Desvendando a metodologia científica - Iniciação Científica na área de meio ambiente ", assunto que será abordado pela UFABC, tem como objetivo apresentar aos alunos do Ensino Médio atividades de iniciação científica envolvendo a aplicação de nanomateriais na remoção de poluentes da água. Serão desenvolvidas atividades que estimulem os estudantes a explorar o universo da pesquisa acadêmica e científica, permitindo que a turma adquira valores, atitudes e habilidades necessárias para o desenvolvimento científico e tecnológico.

Por fim, um convidado especial: Paulo Galvão, apresentador do CBN Madrugada, versará sobre "Atualidades: os desafios do Brasil e do mundo em um cenário de grandes transformações", tema que envolve as Ciências Humanas e busca estimular a cidadania consciente, crítica e ativa. Os assuntos discutidos em aula deverão servir como repertório para o desenvolvimento de argumentações nas questões de Ciências Humanas e nas redações.

Radialista desde 1994, Galvão é jornalista formado na Cásper Líbero, com pós-graduação em Jornalismo Econômico pela PUC-SP, mestre em Relações Internacionais pelo programa San Tiago Dantas (Unesp/Unicamp/PUC-SP), bacharel e licenciado em História pela USP.

Publicidade

Future Skills

CONTiNUA APÓS PUBLICIDADE

De acordo com o coordenador de Ensino Médio do Colégio Marista Arquidiocesano, Patrick Oliveira de Lima, o projeto implementado no Ensino Médio, chamado de Future Skills, visa desenvolver habilidades humanas e digitais, cada vez mais exigidas no mundo atual.

"O projeto conta com Human Skills e Digital Skills. As primeiras são focadas nas habilidades que não podem ser automatizadas. Os alunos são instigados a desenvolver o pensamento crítico, a criatividade, a liderança, o trabalho em equipe, a inteligência emocional e a tomada de decisão. As Digital Skills apontam para as habilidades digitais. Aqui, há uma preocupação em instrumentalizá-los para o uso das redes sociais como também para a criação de jogos e identificação de novas oportunidades na área", explica o professor.

O conteúdo está alinhado às propostas do Ministério da Educação, em sua Base Nacional Comum Curricular (BNCC), e, principalmente, focado em áreas de interesse específicas e competências que vão além da grade curricular tradicional.

 

(Imagem: Acervo MKT - Colégio Marista Arquidiocesano)

Publicidade

 

Opinião por Natália Venâncio
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.