PUBLICIDADE

Artista retrata ‘David’ de Michelangelo com tampas de plástico

Obra do venezuelano Oscar Olivares foi criada em Maracaibo

Por Milagros Rodríguez

ANSA/ Por Milagros Rodríguez - Um mural com milhares de tampas de plástico que recria o rosto de David, de Michelangelo Buonarroti, um dos maiores artistas da história, está sendo construído nos espaços da Cada D’Itália, em Maracaibo, capital do estado de Zulia, no oeste da Venezuela.

PUBLICIDADE

O venezuelano Oscar Olivares é o jovem artista plástico autodidata que avança o trabalho com o objetivo de trazer parte da cultura italiana e da arte de um dos gênios do Renascimento para o seu país, e também representar de forma inovadora, através das tampas de plástico, uma homenagem ao planeta.

”Embora a obra não fale da natureza, tudo isso é em prol de ajudar o meio ambiente. Estamos reaproveitando mais de 175 mil tampas e sinto que poder fazer um rosto tão grande com tampas é algo muito impressionante”, diz ele, entusiasmado.

As tampas plásticas são coladas a uma enorme parede onde o Coliseu é visto como ponto central da obra, a Pietà, também de Michelangelo, de um lado, e o rosto de “David”. O mural, que mede 20 metros de largura por 8 metros de altura e tem tampas plásticas de todas as cores, principalmente azuis, será o mais alto do país e o terceiro maior da América Latina.

A obra permitiu ao artista se reinventar diante da escassez de tampas azuis claras para os murais feitos no país, e aplicar padrões de uma pequena tampa azul clara e uma tampa transparente que deu a gama de azuis, entre o claro e o escuro na face de “David”.

Em sua opinião, um mural com tampinhas plásticas “não vem apenas de uma inspiração divina, mas de um grande processo de organização”, como a coleção de tampas que começou em novembro passado com o apoio da diretoria da Casa D’Italia e empresas de reciclagem, que doaram até 600 quilos de tampas, ou seja, mais de 200 mil unidades.

”Este é o mural mais internacional que já fiz porque evoca a cultura da Itália, e o primeiro que fiz por um artista italiano”, diz Olivares, que tem mais de 20 murais em cerca de 22 países e confessa que quer aumentar a consciência ecológica com este trabalho.

Publicidade

Entre seus próximos projetos está a realização do primeiro mural de tampas na Europa, na Itália, e também outro nos Estados Unidos, e na América Central.

Tudo Sobre
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.