PUBLICIDADE

Brigitte Bardot é atendida em emergência com dificuldade de respirar em onda de calor na França

Atriz passou mal na manhã desta quarta-feira. Segundo o seu marido, ela já está se sentindo melhor

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

A atriz francesa Brigitte Bardot, 88, precisou ser atendida com urgência na manhã desta quarta-feira, 19, em Saint Tropez após passar mal devido à forte onda de calor na França. A ativista dos direitos dos animais teve dificuldades respiratórias. A informação foi divulgada pelo tabloide americano Deadline.

Segundo o portal, o marido da artista, Bernard d’Ormale, teria dito ao jornal local Var Martin que a respiração de sua esposa estava sob controle e ela estava se sentindo melhor.

Brigitte Bardot foi atendida às pressas nesta quarta-feira devido à complicações respiratórias. Segundo seu marido, ela já está melhor. Foto: Francois Lenoir / REUTERS

PUBLICIDADE

“Era por volta das 9 horas quando Brigitte teve dificuldade para respirar. Foi mais forte do que de costume, mas ela não perdeu a consciência… o bombeiro veio e deu oxigênio a ela e depois ficou para monitorá-la”, relatou.

De acordo com ele, as altas temperaturas da cidade provocaram o mal-estar em Brigitte. “Como todas as pessoas de certa idade, ela não aguenta mais o calor”, disse ele.

Carreira de sucesso

Brigitte Bardot consolidou uma carreira repleta de sucessos e até hoje é considerada um ícone do cinema francês. Apesar de sua última passagem pelo set ter sido há 50 anos, a atriz mantém um legado de talento que inspira novos atores.

Depois de se afastar do cinema, Bardot se dedicou às causas dos direitos dos animais. Ela criou a Fondation Brigitte Bardot em 1986 para apoiar este trabalho, financiando seu lançamento com a venda de joias e outros objetos pessoais.

Vida privada

A artista se mantém reclusa dos holofotes e tem raras aparições nas redes sociais. Nesta semana, publicou uma homenagem à atriz e cantora Jane Birkin, após a sua morte aos 76 anos.

Publicidade

“Estou muito triste. Jane se foi. Quando alguém é tão bonito, tão fresco, tão espontâneo, com voz de criança, não tem o direito de morrer. Ela permanecerá para sempre em nossos corações”, escreveu no Twitter.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.