Cantor do Trio Los Angeles revela homossexualidade aos 72 anos de idade

'Tem que ter uma liberdade, vai mentir até quando', afirma Márcio Mendes em entrevista a podcast de Sérgio Mallandro e Luiz França

PUBLICIDADE

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:
O cantor e dançarino Márcio Mendes, do Trio Los Angeles Foto: Instagram/@triolosangeles

O cantor Márcio Mendes, vocalista do Trio Los Angeles, falou, pela primeira vez, sobre homossexualidade, aos 72 anos de idade. 

PUBLICIDADE

A declaração foi dada durante uma entrevista para o podcast 'Papagaio Falante', do humorista Sérgio Mallandro e Luiz França. Márcio Mendes tem 40 anos de carreira e formou, em 1982, o Trio Los Angeles com Ana Maria e Cléo Ferreira, a convite da gravadora RCA.

Um dos grandes sucessos do grupo foi Vamos Dançar Mambolê

Na época, as meninas usavam maiôs cavados e o grupo era conhecido pelas performances sensuais nos programas de auditório na televisão. 

No podcast, Márcio Mendes lembrou que foi casado com a cantora Maria Alcina, antes da formação do Trio, quando ele era modelo e fazia ballet clássico. "Fui casado por quatro anos com a Maria Alcina", diz.

Perguntado por Sérgio Mallandro sobre os bastidores do mundo artístico ao longo da carreira, o cantor disse que saia com modelos, mulheres e homens. "O amor não tem cor e nem sexo. Você não tem que ter preconceito de nada. Às vezes, você deixa de falar muita coisa, você se esconde de muita coisa, quando muita gente que se esconde é igual a você", disse.

Questionado se está em um relacionamento, Márcio Mendes responde: "Eu tenho uns rolos, umas pessoas que cuidam da gente bem. Tem o Wagner que cuida bem de mim há muitos anos". E Sérgio Mallandro diz: "O Wagner é o teu marido, o que é?". O vocalista do Trio Los Angeles responde: "É um cara que cuida de mim, não tem essa de marido e mulher. Quem gosta de mim ter que ser homem, isso não acho errado. Você tem que ter uma liberdade, vai mentir até quando? Minha vida é um livro aberto".

Publicidade

Márcio Mendes conta também que nunca ninguém da família conversou com ele sobre homossexualidade. "Sou uma pessoa normal, se perguntarem pra mim, eu falo", afirma. 

Assista ao vídeo:

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.