PUBLICIDADE

Mansão de Cafu é leiloada por R$ 25 milhões, mas advogado considera leilão ilegal; veja fotos

Mansão tem mais de 3.200 m², com campo de futebol, churrasqueira, piscinas, sauna, jardim, salão de jogos, espaço para festas, seis suítes com banheira, escritório, academia, elevador, uma sala de troféus e espaço para até oito carros.

Foto do author Gabriela Piva
Por Gabriela Piva
Atualização:

Uma mansão do ex-jogador Cafu foi leiloada por R$ 25 milhões por conta de dívidas estimadas em R$ 11 milhões. O advogado ex-atleta, Ricardo Sewaybrick, confirmou a informação ao Estadão, mas afirmou considerar o leilão ilegal.

PUBLICIDADE

A ação tinha sido determinada pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP), mas Cafu havia conseguido suspender a decisão por tempo indeterminado em setembro. O imóvel fica em Alphaville, no município de Barueri, e é avaliado em R$ 27,4 milhões.

O advogado de Cafu disse ao Estadão que as partes do processo realizaram um acordo, que previa a venda do imóvel em hasta pública — uma venda judicial específica para pagar dívida. De acordo com sentença do juiz, o valor mínimo do leilão seria de R$ 35 milhões, no entanto, foi vendido por R$ 25 milhões.

“Esse leilão [de R$ 25 milhões] foi absolutamente ilegal. Nem recorrer a gente vai, porque o juiz não homologou isso”, disse o advogado, que explicou que tenta entender quem foi o leiloeiro e o porquê ele aceitou essa proposta sem um edital de leilão.

No processo, ao qual o Estadão teve acesso, o leiloeiro afirmou que não conseguiria leiloar o imóvel pelo valor mínimo de R$ 35 milhões. Agora, ele pede para o juiz homologar o valor de R$ 25 milhões, o qual já foi leiloado.

O imóvel está hipotecado como garantia de empréstimo feito pela Capi-Penta International Football Player LTDA, empresa do jogador e de sua ex-mulher, Regina Feliciano, homenageada após a vitória contra a Alemanha na final da Copa de 2002.

O processo judicial levantou suspeita sobre a situação financeira do bicampeão mundial. Porém, Cafu nega que esteja “quebrado”. Em 2022, as dívidas de Cafu eram estimadas em R$ 11 milhões. A maioria dos processos é movido pela Vob Cred Securitizadora S/A e seu proprietário, Valentim Osmar Barbizan.

Publicidade

A imponente mansão de Cafu conta com mais de 3.200 m², com campo de futebol, churrasqueira, piscinas, sauna, jardim, salão de jogos e espaço para festas. O imóvel tem, ainda, seis suítes com banheira, escritório, academia, elevador e uma sala de troféus. Na garagem, há espaço para até oito carros.

Entre outros pedidos que o jogar fez, foi criar uma sala para os seus trófeus e camisetas que marcaram a sua carreira, uma das mais vitoriosas da história do futebol. Foto: Evelyn Muller/Divulgação
Com essa proposta, contratou um escritório de arquitetura para ter uma casa que, além de contar um pouco de sua história, acolhesse toda a sua família de forma prática e aconchegante. Foto: Evelyn Muller/Divulgação
Além de marcar época com a seleção brasileira, Cafu atuou por clubes como São Paulo e Palmeiras, além de Roma e Milan, onde encerrou a carreira. Foto: Evelyn Muller/Divulgação
Recordista de jogos pela seleção Brasileira, com 149 partidas, incluindo as Copas do Mundo de 1994, 1998, 2002 e 2006, o ex-jogador de futebol Cafu tem muita história para contar. E, para relembrar toda a sua vitoriosa carreira no futebol, queria que sua trajetória estivesse presente em sua casa de 2.000m², localizada em Alphaville, na Grande São Paulo. Foto: Evelyn Muller/Divulgação
A arquiteta prezou pelo lazer para que os moradores não precisassem sair de casa. Com espaços amplos, elegantes e sofisticados, o projeto conta com: um campo de futebol de grama artificial, piscina, hidromassagem, academia, vestiários, bar, cinema, sala de jogos, churrasqueiras, área gourmet, sala de troféus, entre outros ambientes de estar e convivência. Foto: Evelyn Muller/Divulgação
"Desde o início ele se mostrou muito confiante no meu trabalho e tive total liberdade de criação. Não havia um briefing, ele apenas me disse: "quero uma casa linda, aconchegante, elegante e com toques de preto", conta Ana Rita, a arquiteta responsável. Foto: Evelyn Muller/Divulgação
Tudo Sobre
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.