Pai de Britney Spears está internado em estado grave após infecção, diz jornal

Segundo a publicação, Jamie Spears está hospitalizado há semanas e teve de realizar uma cirurgia; ele foi detentor da tutela da cantora por 13 anos

Foto do author Redação
Por Redação

O pai da cantora Britney Spears, Jamie Spears, está internado em estado grave após contrair uma infecção. As informações são do Page Six, que disse ter ouvido fontes anônimas que confirmaram o caso nesta quinta-feira, 5.

Conforme uma das fontes, Jamie, que tem 71 anos, está internado há semanas em um hospital especializado em doenças infecciosas e precisou realizar uma cirurgia. Uma segunda pessoa, próxima à família, afirmou que ele está “gravemente doente”.

Jamie Spears está internado em estado grave após contrair uma infecção, diz jornal. Foto: Reprodução de vídeo/YouTube/HBO Max e Chris Pizzello/Invision/AP

PUBLICIDADE

Jamie foi detentor da tutela da cantora por 13 anos até novembro de 2021. Ele passou a controlar a vida pessoal e financeira da artista após Britney atacar um paparazzi em um posto de gasolina em 2008.

Em 2021, porém, um advogado da cantora pediu que ela fosse retirada da tutela para se casar em um acordo pré-nupcial com Sam Asghari. Os dois se separaram em agosto deste ano, um ano e dois meses após oficializarem o matrimônio.

Desde que foi liberada da tutela do pai, Britney usou diversas vezes seu Instagram para fazer denúncias de que Jamie teria sido abusivo. Em outubro do ano passado, ela alegou ter sido obrigada a fazer três ressonâncias magnéticas antes de ser mandada para um hospital psiquiátrico em 2019.

“A única coisa boa que aconteceu comigo foi que acabou. Eu não sei como eles conseguem se livrar disso e seguir em frente com o que foi feito comigo. O mundo me provou que a crueldade vence”, disse à época, que chegou a afirmar que desconfiou que o pai queria matá-la.

Em entrevista ao Daily Mail logo depois do fim da tutela, Jamie afirmou que a ordem judicial teria sido o motivo para a cantora ainda estar viva. Ele alegou que conseguiu fazer com que Britney se reaproximasse dos filhos à época.

Publicidade

“Nem todo mundo vai concordar comigo. Foi um período muito difícil, mas eu amo minha filha com todo meu coração e alma. Onde Britney estaria agora sem essa tutela? Eu não sei se ela estaria viva”, comentou.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.