Sonhos internacionais realizados: como 2022 se tornou o ano da carreira da Anitta

Artista brasileira conseguiu conquistar o mundo com funk, autenticidade e sensualidade

PUBLICIDADE

Por Larissa Santiago
Atualização:

De Honório Gurgel, Zona Norte do Rio de Janeiro, para o primeiro lugar no Spotify Mundial, a primeira brasileira a vencer o American Music Awards e em mais de 50 anos, a artista latina indicada na categoria Artista Revelação do Ano no Grammy Awards. Esses foram um dos feitos históricos de Anitta em 2022. Sua carreira, já consolidada em território brasileiro, ganhou ainda mais destaque em escala mundial, com a cantora tendo residência fixa em Miami, nos Estados Unidos, lançou seu quinto álbum de estúdio, Versions of Me, e mostrou que é a artista brasileira, depois de Carmen Miranda (1909 - 1955), a conquistar o mundo - em português, inglês e espanhol.

Anitta com seu troféu no AMAs, no ‘Savage x Fenty Show Vol 4’, e com o prêmio no VMA Foto: Frazer Harrison/GETTY IMAGES NORTH AMERICA/Getty Images via AFP/Twitter/@PrimeVideo/Caitlin Ochs/REUTERS

PUBLICIDADE

Brandon Silverstein, o mesmo empresário de Normani, ex-integrante do Fifth Harmony, é responsável por alavancar a carreira internacional de Anitta - e os feats com Missy Elliott, Khalid, Ty Dolla $ign, Cardi B e Saweetie justificam o sucesso da dupla. Entre o lançamento do perfume para a região íntima, estátua de cera no famoso museu Madame Tussauds, apoio ao então candidato eleito à presidência, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), turnê europeia, novos recordes, término de namoro, sexualidade, prêmios, presença na maior semana de moda do mundo e capas de revistas globais, a artista provou que conseguiu alcançar o topo da carreira internacional.

Veja como 2022 se tornou o ano da carreira da Anitta.

A primeira brasileira e seus novos troféus

O mês de novembro foi especial na vida da artista, pois ela conseguiu ser a primeira brasileira a conquistar o troféu de Melhor Artista Feminina Latina no 50ª American Music Awards 2022. Ela também performou as canções Lobby, parceria com a rapper americana Missy Elliott, e o hit Envolver. Já na 23ª edição do Grammy Latino, a artista foi indicada em duas categorias com Envolver, em Gravação do Ano e Melhor Performance de Reggaeton - acabou não levando nenhum prêmio para casa, mas foi umas das apresentadoras e depois transformou o palco da premiação em um verdadeiro baile funk.

Anitta e Missy Elliott perform onstage during the 2022 American Music Awards 2022 Foto: KEVIN WINTER/Getty Images via AFP

Além disso, ela recebeu o prêmio de Melhor Artista Latino no MTV Europe Music Awards, concorrendo com Shakira, Rosalía, Bad Bunny, Becky G e J Balvin - e o prêmio de Artista Musical Inovadora no Innovators Awards, premiação promovida pelo Wall Street Journal.

E uma parceria entre Anitta e Rihanna? Teve também! Com a estrela performando sensualmente no Savage x Fenty Show Vol 4. Inclusive, a sensualidade da cantora chamou atenção no evento Los40 Music Awards, com ela rebolando para a política espanhola Isabel Días Ayuso. Em entrevista ao programa La Resistencia, ela disse que pensou que dançou para uma “presidente de uma comunidade do Facebook”. E a marca italiana Dolce & Gabbana não exitou em explorar a personalidade sensual de Anitta, apresentando-a como uma das estrelas da nova campanha, #DGBeauty.

O mês de novembro também teve a parceria de Anitta com Black Eyed Peas e El Alfa, no single Simply The Best e a regravação de Practice, disponível na edição deluxe do novo álbum, para o jogo The Sims 4 (EA Games).

Publicidade

O mês de novembro também teve a parceria de Anitta com Black Eyed Peas e El Alfa Foto: Sony Music

Novos desejos para realizar

Em outubro a cantora colocou sua mansão no Rio de Janeiro à venda, mas não vai deixar de ter residência fixa no Brasil. Ao Estadão, a assessoria de imprensa da artista ressaltou que ela não seguirá morando mais na Barra da Tijuca, Zona Oeste da cidade, mas em outro bairro. O mês também foi um dos períodos em que ela mais se resguardou e preferiu ficar ao lado da família - e o motivo principal foi o segundo turno das eleições presidenciais.

Ela foi criticada inclusive por questionar a validade das pesquisas eleitorais, alegando que “se o voto é secreto e protegido pela lei, porque será que as pesquisas de voto são permitidas pela lei?”. Em uma sequência de tweets, a poucas horas da votação para a escolha presidencial, a artista abordou o tema, mas não citou abertamente se o seu voto no segundo turno, diferente do primeiro, seria em apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Uma possível pausa na carreira musical para focar na atuação foi um dos sonhos que Anitta demonstrou desejo e quer realizar em cerca de cinco anos. Em entrevista ao Wall Street Journal, ela disse que seria “inútil continuar se esforçando para conquistar coisas que não vão realizar novos sonhos”. Porém, nos anos anteriores, ela experienciou a atuação na TV e no cinema, como no filme Copa de Elite, de 2014, ela interpretou a repórter Helena Boccato, em Didi e O Segredo dos Anjos, do mesmo ano, viveu o anjo Solares e, na novela Amor de Mãe, em 2019, foi Sabrina.

Os personagensRyan (Thiago Martins) e Sabrina (Anitta) em 'Amor de Mãe'. Foto: Estevam Avellar/Globo/Divulgação

O mês também teve premiações, com Anitta sendo a grande vencedora do Prêmio Multishow 2022, vencendo as categorias Música do Ano, com Envolver, Artista do Ano e Clipe TVZ, com Boys Don’t Cry. Ela também foi indicada no People’s Choice Awards 2022, na categoria Melhor Artista Latino, concorrendo com Shakira, Karol G, Becky G, Rosalía, Bad Bunny, Rauw Alejandro e Sebastian Yatra. A votação para a premiação já está aberta e os vencedores serão anunciados no dia 6 de dezembro, em uma cerimônia que será realizada em Los Angeles, nos Estados Unidos.

PUBLICIDADE

Fim de mais um namoro e críticas ao Rock in Rio

O destaque de setembro foi para o fim do seu relacionamento com produtor musical, Murda Beatz, juntos desde junho deste ano. Em desabafo no seu perfil do Twitter, a artista disse que se “sentiu usada” e deixou de seguir o músico, que retribuiu o unfollow. Já em entrevista à revista Vanity Fair Itália, no final do mês, Anitta reforçou sua orientação sexual, que é bixessual, e ainda relembrou seus relacionamentos abertos. Sobre casamento, a estrela disse que acredita “em cerimônias de amor” e que pretende realizar “a festa” para celebrar o momento de união - e sobre filhos, falou que existe a possibilidade de ser mãe “sem necessariamente engravidar”, mas também de ter herdeiros através da adoção.

O destaque de setembro foi para o fim do seu relacionamento com produtor musical, Murda Beatz, juntos desde junho deste ano Foto: @murdabeatz/Instagram

CONTiNUA APÓS PUBLICIDADE

Outro tema que recebeu atenção da cantora foi o Rock in Rio, que ela esteve presente em 2019, afirmando que o evento musical não valoriza os artistas brasileiros e que “não pisa neste festival nunca mais”.

Com especulações sobre possíveis indiretas sobre o show de Ludmilla, com quem ela não tem mais relação, a cantora esclareceu que fez a publicação para dizer que foi graças a ela que artistas do funk puderam estar presentes nos shows. Questionada sobre por que, então, ela esteve presente no Rock in Rio Lisboa, em Portugal, em junho deste ano, ela disse que só foi ao festival por causa dos fãs portugueses.

A primeira brasileira solo a ser indicada no VMA

O destaque do mês foi para o lançamento da versão deluxe do álbum Versions Of Me, com a artista anunciando parceria internacional com os artistas Missy Elliott e Maluma, com a primeira colaboração feita em 2016, e também os lançamentos dos clipes dos novos hits. Ainda falando sobre música, foi nesse mês que ela foi confirmada como uma das atrações do Video Music Awards, VMA, sendo a primeira brasileira solo a ser indicada na categoria de Melhor Artista Latino, mas saiu vencedora na categoria de Melhor Clipe de Música Latina, com Envolver.

Publicidade

Anitta foi confirmada como uma das atrações do Video Music Awards, VMA, sendo a primeira brasileira solo a ser indicada na categoria de Melhor Artista Latino, mas saiu vencedora na categoria de Melhor Clipe de Música Latina, com Envolver.  Foto: Caitlin Ochs/REUTERS

As capas de revistas internacionais também tiveram destaques, com ela estrelando sua primeira capa para a VOGUE México. Outra função com foco internacional foi a sua posição na Nubank, no qual deixou de ser membro do Conselho de Administração e passou a ser Embaixadora Global.

Apoio ao Lula e selo Guinness World Records por Envolver

O destaque do mês foi o apoio de Anitta ao então candidato à presidência Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Ela apoiou Lula na disputa eleitoral após o assassinato do guarda municipal Marcelo Aloizio de Arruda — que celebrara um aniversário em homenagem ao petista — pelo agente penal bolsonarista Jorge José da Rocha Guaranho. Em seu Twitter, a artista disse que “a postura extremamente agressiva e antidemocrática dessa gente (apoiadores de Jair Bolsonaro, PL)” não a deixava ter outra opção - e completou dizendo que não era petista, mas que nas eleições de 2022, seria. Para ela, a política Marina Silva é a sua “presidenta dos sonhos”.

Foi em julho que a brasileira levou o funk para o palco do Lollapalooza Paris, estreiando no festival europeu. Os shows no evento faziam parte da reta final de sua turnê pela Europa, que passou por 20 países e teve 14 apresentações. Segundo ela, a exaustão foi tão grande que um dia ela chorou de “desespero” escondida no chuveiro. Ainda no continente europeu ela esteve presente na Paris Fashion Week, como convidada especial da marca Dolce & Gabbana - ao lado de outras personalidades como Emma Roberts, Lupita Nyong’o, Sharon Stone e Domenico Dolce, para celebrar as coleções primavera-verão.

Anitta esteve presente na Paris Fashion Week, como convidada especial da marca Dolce & Gabbana Foto: @anitta/Instagram

Falando sobre prêmios, ela conquistou o selo do Guinness World Records por ter sido, em março, a primeira artista latina a atingir o 1º lugar do Spotify Global, com o hit Envolver. Por votação popular, ela também levou o prêmio de Coreografia Mais Quente, na 19ª Premios Juventud, organizada pela emissora de televisão Univision. Ela também recebeu indicações em outras cinco categorias. Nesse mês, as parcerias musicais se estenderam com o então seu namorado, Murda Beatz, e os cantores Quavo, J Balvin e Pharrell, no single No Más, e com Tini Stoessel e Becky G, em La Loto.

Sua saúde também demandou uma atenção maior quando ela precisou ser internada e realizar uma cirurgia de endometriose. Na ocasião, a artista confessou que passou por momentos difíceis no seu pós-operatório, que ela chamou de “insuportável”.

Já no fim do mês, seu lado empresário ficou em destaque com o lançamento da sua linha de perfumes para região íntima, o Puzzy. A artista disse que a fragrância destaca o desejo que “todo mundo” sente sobre a sua “larissinha”.

Campanha 'Espalhe esse segredo'marca o lançamento do perfume íntimo Puzzy by Anitta Foto: Cimed

Anitta virou estátua de cera no Madame Tussauds

Antes do início da sua turnê na Europa, a cantora passou por uma questão pessoal: seu pai, mais conhecido como ‘Painitto’, sofreu um AVC e teve que realizar uma cirurgia para tratar um câncer no estômago. Porém, o destaque do mês na sua carreira foi a inauguração da sua estátua de cera no famoso museu Madame Tussauds, em Nova York, na Times Square. Ela também ganhou um avatar e lançou uma música exclusiva para o jogo Free Fire, Tropa, feat com Luck Muzik e a apresentação com o cantor francês Dadju, com a música Mon soleil. Já o Dia dos Namorados dela foi marcado com ela apresentando seu então namorado, o produtor musical, Murda Beatz.

Publicidade

Anitta ao lado da sua estátua de cera no Madame Tussauds, em Nova York  Foto: Madame Tussauds

Uma carreira “não só para ganhar dinheiro”

Mais internacional do que nunca! O mês de maio para Anitta foi marcado com ela presente novamente no Met Gala, no Museu Metropolitano de Arte de Nova York, vestindo um modelo exclusivo de Moschino by Jeremy Scott, como uma das convidadas do prêmio Billboard Music Awards e jurada especial do reality show musical Legendary Max, da HBO Max - além das capas internacionais nas revistas Numéro Magazine, Interview Magazine, L’officiel Liechtenstein e na revista americana Billboard e Billboard Latin, com uma matéria especial, provando mais uma vez seu sucesso mundial: “Visão global de Anitta: uma conquista trilíngue”.

No Brasil, ela foi capa da Vogue Brasil em comemoração aos 47 anos da revista e ressaltou que suas pretensões como artista não são “só para ganhar dinheiro”, mas sim, “ter um propósito”.

Anitta compareceu, pelo segundo ano consecutivo, ao baile anual 'Met Gala', em Nova York Foto: Marco Ovando

Falando sobre música, ela atuou no clipe First Class, de Jack Harlow, fez uma participação no show do cantor porto-riquenho J Quiles e uma apresentação exclusiva na Fórmula 1, no GP de Miami, com o DJ Kygo. E lançou uma parceria inédita com o TikTok para promover seu álbum, House of Anitta.

Além disso, a versão empresária também ganhou destaque, com a cantora anunciando sua sociedade com a marca Fazenda do Futuro, uma foodtech brasileira focada em carnes plant-based.

Lançamento do seu novo álbum, Versions of Me, com diversas parcerias musicais

Foi em abril que Anitta lançou seu quinto álbum de estúdio, Versions of Me, com direção criativa da capa por Maxime Quoilin, que já trabalhou com nomes como Beyoncé, Jay-Z, Rihanna e Miley Cyrus. O lançamento é o primeiro feito pela sua nova gravadora, a Warner Records e com parceria com os artistas Khalid e Ty Dolla $ign - e antes, em 2021, já havia lançado os clipes de outros dois singles do novo trabalho, com parcerias com Cardi B e Myke Towers em Me Gusta, e Faking In Love, feat com Saweetie.

O hit Envolver foi sucesso na Billboard Global, ficando em primeiro lugar na lista que exclui os Estados Unidos, e em segundo lugar no Billboard Global 200, ambos no dia 09 de abril.

Capa de 'Versions Of Me', novo álbum de Anitta lançado em abril de 2022 Foto: Jacob Webster

A cantora foi destaque no festival Coachella, na cidade de Indio, nos Estados Unidos, com apresentações que exploram as características do funk e da essência brasileira - além de trazer o rapper Snoop Dogg e o DJ Diplo para o palco. No entanto, o uso das cores verde e amarelo, que de acordo com ela representavam o “Brasil em geral”, fizeram com que Jair Bolsonaro (PL) fosse bloqueado nos seus perfis das redes sociais por incitar que a artista defendesse as mesmas pautas.

Publicidade

Ainda falando de música, Miley Cyrus trouxe a cantora na versão deluxe do seu novo álbum ao vivo, Attention: Miley Live, com ela presente no medley de Mother’s Daugther e Boys Don’t Cry, gravados durante a participação da brasileira no show da americana no Lollapalooza 2022, em março. Convidada para o Grammy Awards, a artista não compareceu pois disse que não tinha “sobrevida” para ir ao evento depois da sua festa de aniversário. No entanto, esteve presente em uma das pós-festas da premiação.

Miley Cyrus e Anitta cantaram juntas o hit da brasileira, 'Boys Don't Cry'  Foto: Taba Benedicto/Estadão

O seu aniversário de 29 anos também foi destaque, pois famosos como Sebastian Yatra, Lil Nas X, Purple Miami, J Balvin, Diplo e Winnie Harlow estiveram presentes, em um clube de luxo em Las Vegas, nos Estados Unidos. O mês também contou com ela sendo capa da Marie Claire México e Nylon e lançando uma lançou uma parceria com a marca chinesa Shein.

Primeiro lugar no Spotify Global, com Envolver

Março foi o mês em que a Anitta conquistou o mundo! No dia 25 de março ela alcançou o primeiro lugar no Spotify Global, com Envolver, se tornando a primeira mulher latina e a primeira brasileira com esse título. Lançado em novembro de 2021, um dos trechos da música e da dança viralizou no TikTok como ‘El paso de Anitta’ - e a famosa compartilhou que havia dito que a “música não iria a lugar nenhum” e que ela não teria “forças” para lançar o single sozinha.

A artista comemorou esse feito na sua viagem de um dia à Tailândia, para a praia Phranang Cave, na província de Krabi, conhecida como ‘o templo do pênis’, para comemorar seus aniversário.

Com 'Envolver', Anitta quebrou o próprio recorde e alcançou o primeiro lugar no Spotify Global Foto: Marco Ovando

Com destaque no mundo da moda, Anitta esteve presente no Paris Fashion Week, ao lado de Bruna Marquezini, vestindo marcas como Moschino by Jeremy Scott, Blimarine, Jean Paul Gaultier, Valentino, Givenchy, Balenciaga e Amdreâdamo para celebrar as coleções outono-inverno. Houve também o lançamento da música ¿Qué vamo’ hacer?, parceria com o cantor porto-riquenho Lenny Tavárez.

A famosa esteve envolvida com assuntos políticos, criticando uma decisão liminar do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que proibiu manifestações políticas no festival Lollapalooza Brasil em 2022, dizendo “R$50 mil? Poxa, menos uma bolsa (...)”, em alusão ao valor da multa. Ela também fez parte de uma campanha que incentivava os jovens de 16 e 17 anos a tirarem o Título de Eleitor. Através do seu perfil no Twitter, ela brincou que sempre pedem para que ela “faça alguma coisa”, mas ela não pode fazer sozinha e reforçou a importância do voto.

Já no começo do mês, ela fez parte de uma campanha do WhatsApp ao lado de Becky G e Tini, ‘Escúchanos. Míranos - Nos ouçam. Nos vejam’, sobre o empoderamento feminino na indústria da música. O projeto destaca que as três cantoras ajudaram a transformar a cultura na América Latina e fizeram suas vozes serem ouvidas para além de suas músicas.

Publicidade

Apresentando o baile funk para o mundo

O ano começou com a artista presente na 34ª edição do Prêmio Lo Nuestro 2022, que celebrou os grandes destaques da América Latina. Nas suas redes sociais, a cantora disse que prometeu ao povo brasileiro “que traria o baile funk e a cultura de rua para o mundo” e no evento foi a “primeira vez que muitos puderam celebrar o funk brasileiro”. Teve o lançamento do remix de Envolver, em parceria com J Quiles e sua agenda repleta de shows para o Carnaval.

O primeiro passo para o sucesso em 2022

A estratégia para o sucesso internacional começou logo no primeiro mês de 2022, quando a artista se dedicou ao lançamento e promoção do single Boy’s Don’t Cry, que teve inspiração na banda Panic! At the Disco e na estética do cineasta Tim Burton - e cenas em referências a produções americanas como Harry Potter e a Pedra Filosofal, Titanic, Noiva em fuga, Resident Evil, Meu namorado é um zumbi, SLC Punk, Beetlejuice: Os Fantasmas Se Divertem, O Quinto Elemento e Priscilla: A Rainha do deserto.

Para divulgar o single, ela esteve presente pela terceira vez em um dos principais programas da TV americana, o The Tonight Show Starring Jimmy Fallon, sendo entrevistada e performando. Lá, ela falou sobre os desafios que ela iria enfrentar para ter uma carreira internacional.

A estratégia para o sucesso internacional começou logo no primeiro mês de 2022, quando a artista se dedicou ao lançamento e promoção do single Boy's Don't Cry, que teve inspiração na banda Panic! At the Disco e na estética do cineasta Tim Burton  Foto: YouTube/Anitta

“E algumas pessoas me disseram que, para brasileiros, era impossível cruzar essa barreira. E sempre que eu ouço a palavra ‘impossível’, eu quero seguir em frente”, afirmou a artista, sendo aplaudida pela plateia e pelo apresentador.

E também sobre o preconceito com o funk, ressaltando que sua inteligência não tem nada a ver com ela “mexer a bunda”.

“Então as pessoas costumam dizer: ‘ela mexe a bunda, então ela é burra’. Eu quero mostrar um lado diferente. Sim, eu balanço minha bunda, mas eu posso ser inteligente, posso fazer outros ritmos, posso cantar rock”, declarou a cantora.

A artista então provou que conseguiu cruzar as barreiras e se tornar uma referência mundial em 2022. E é isso.

Publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.