BBB 24: Web resgata participação de Lucas Henrique no Porchat contando sobre suposta traição; veja

‘Buda’ contou sobre pedido de reconhecimento de paternidade que recebeu logo após se casar com Camila Moura no ‘Que História é essa, Porchat?’: história viralizou após flerte de Lucas com Pitel

PUBLICIDADE

Foto do author Redação
Por Redação
Lucas Henrique durante o 'Que História É Essa, Porchat?' Foto: Reprodução de Vídeo / GNT

O participante do reality show Big Brother Brasil 24, Lucas Henrique, o “Buda”, já participou do programa Que História é essa, Porchat?, apresentado por Fábio Porchat contando sobre uma suposta traição e um pedido judicial de reconhecimento de paternidade que recebeu em 2013, logo após se casar com Camila Moura. O momento viralizou nas redes sociais após o “flerte” de Buda com Pitel dentro do BBB ter desencadeado no término do relacionamento de Buda e Camila Moura. Ela se pronunciou nas redes sociais sobre momento viral no BBB.

Na história que Buda conta durante o programa de Porchat, ele diz ter recebido uma notificação judicial para reconhecimento de paternidade, um mês após se casar com Camila. Ele explica que foi até a audiência, mas que quando a mãe da criança chegou no local, não o reconheceu. A notificação era um engano: Lucas Henrique tinha o mesmo nome do homem que deveria ter recebido a intimação.

PUBLICIDADE

Apesar de o caso ter sido um engano, a internet não perdoou ao comparar o momento vivido por Lucas em 2013 com o flerte de Lucas em Pitel durante a última festa do BBB. “Mai de 10 anos juntos para acabar desse jeito”, lamentou um internauta na postagem.

Lucas Henrique disse a Pitel durante a festa: “Vou te dizer só uma coisa: baiana, você me bagunçou!”. Depois da declaração, Camila Moura, até então mulher de Buda, se pronunciou em suas redes sociais, “Para mim, traição não é só ‘beijar na boca’. Não é só contato físico, e o Lucas entrou sabendo disso”.

Ela afirmou que o relacionamento dos dois acabou também por meio de tweets sobre o assunto:

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.