PUBLICIDADE

Publicidade

Campanha em casa já se iguala à pior do clube no Nacional

Em 2005, time teve apenas 50% de aproveitamento, como agora, o que vem afastando o torcedor dos jogos no Morumbi

PUBLICIDADE

Por Bruno Deiro

Quinto colocado no Brasileiro após perder para o Fluminense (2 a 1), o São Paulo insiste em falhar diante de sua torcida. A série de tropeços no Morumbi já iguala esta campanha à pior do Tricolor como mandante nos pontos corridos - em 2005, quando iniciou a competição em meio à conquista da Libertadores, o time também teve aproveitamento de apenas 50% nos dez primeiros jogos em casa.Na briga para encostar nos líderes, a equipe de Adilson Batista tem perdido o apoio da torcida após os maus resultados. Anteontem, mesmo com o time no G-4, o Morumbi teve o pior público neste campeonato - apenas 7.910 pagantes compareceram. Depois da derrota para o Flu, a terceira em casa na competição (empatou três vezes e ganhou quatro), Adilson não conseguiu explicar a dificuldade encontrada pelo time. "Quando eu jogava aqui como visitante, sabia que iria enfrentar muitas dificuldades. Temos de saber tirar proveito do Morumbi e jogar a pressão para cima dos adversários." Amanhã, o São Paulo tenta a reabilitação em Florianópolis, contra o Figueirense. O próprio elenco admite que o fato de jogar como visitante traz certo alívio - atuando nos contra-ataques, o Tricolor tem se saído melhor. "Neste jogo fora de casa a pressão é do Figueirense. Não teremos a responsabilidade de conseguir o resultado a qualquer momento", diz João Filipe.O zagueiro, que avançou ao ataque no último jogo, reconhece que tentou ajudar ao ver o setor ofensivo com problemas. "Tenho esta característica e subi no desespero de querer vencer. Nossa equipe não estava conseguindo encaixar o ataque". Contra o Figueirense, Adilson terá problemas para montar o time. Lucas serve à seleção, assim como lateral direito Iván Piris, que foi convocado pela paraguaia. O reserva Jean foi expulso e Juan, na esquerda, levou o terceiro amarelo. Wellington também levou cartão e está fora.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.