PUBLICIDADE

Foto do(a) blog

Provas de rua de A a Z

Nike Alphafly 3, o mais leve de todos, chega ao Brasil

Super tênis mais cobiçado pelos corredores de rua foi lançado globalmente em novembro

Foto do author Silvia Herrera
Por Silvia Herrera

O Nike Alphafly, tênis que revolucionou o mercado dos calçados para corrida de rua em 2019 com a introdução da placa de carbono, ganhou sua terceira atualização. O modelo foi lançado globalmente em 29 de novembro, na The Running Event, e chegou ao Brasil sem fazer alarde, e costumam "evaporar" rápido. A venda começou apenas pelo app da marca, em 30 de janeiro, no dia seguinte no site e lojas, a R$ 2.499,99. No exterior, as vendas começaram em 4 de janeiro.

 Foto: Silvia Herrera

PUBLICIDADE

Sinônimo de quebra de recordes para os maratonistas da elite, o Alphafly está mais leve ainda. Pesa 220g, no tamanho 42 masculino. Segundo a Nike,o sistema de velocidade é a vantagem competitiva: o Alphafly 3 combina unidades Air Zoom, espuma e placas de fibra de carbono. Juntos, todos esses elementos impulsionam o super tênis, que chegou às lojas na cor "Prototype".

O processo de atualização começou, como sempre, escutando os atletas. A equipe da Nike sabia que o tênis precisava atender às demandas tanto de maratonistas de elite (que, com suas passadas no limiar da perfeição e com seu ritmo que bate recordes, colocaram o modelo no mapa) quanto de corredores do dia a dia em busca de superar metas pessoais. Desde 2021, a Nike trabalhou ao todo com mais de 300 atletas de elite e corredores amadores aliados da marca. Esses esportistas correm nos Estados Unidos, Quênia, na Etiópia, em Uganda, na Europa Ocidental e no Japão, e todos alimentaram o processo de testes com opiniões e sugestões que foram usadas na nova versão do Alphafly. Ao longo dos testes, os protótipos do novo calçado percorreram no total mais de 32 mil quilômetros, seja no Laboratório de Pesquisa Esportiva da Nike ou nas ruas e pistas onde os atletas treinam e competem. É a maior quilometragem de testes rodada por qualquer modelo da marca.

Os atletas de elite da Nike, como a lenda Eliud Kipchoge, queriam que o novo Alphafly ajudasse a ir mais rápido, com menos peso, durante todo o percurso da maratona. O objetivo final, é claro, é eliminar preciosos segundos e minutos que fazem a diferença na hora da prova. Já as necessidades dos maratonistas do cotidiano são diferentes. Essas pessoas apontaram duas dificuldades principais: 1) a transição entre calcanhar e ponta dos dedos com o Alphafly, sobretudo em momentos de ritmo mais lento e quando o calcanhar toca o solo, e 2) o conforto como um todo no design esguio e minimalista do tênis, especialmente no arco dos pés e na região dos dedos. Além disso, eles queriam que o tênis trabalhasse a seu favor em dezenas de corridas, e em várias temporadas.

Alphafly 3  

Testado e validado

Publicidade

O novo modelo do Nike Alphafly ("Dev 163") fez sua estreia nos pés dos melhores maratonistas do mundo, durante a janela oficial de desenvolvimento do Atletismo Mundial (entre dezembro de 2022 e dezembro de 2023). Esse período de doze meses de testes permitiu à equipe da Nike colocar o tênis à prova, ouvir as opiniões e sugestões de atletas que experimentaram o modelo em ambientes de competição e refinar o design em cada detalhe. Assim como as versões anteriores do modelo, ao longo desse percurso os protótipos do que viria a ser o novo Alphafly 3 ajudaram muitos atletas de elite a correr rumo ao pódio, ganhar medalhas, vencer, bater recordes e marcas pessoais - bem como um novo recorde mundial na maratona.

"Eu corro para romper barreiras, ter novas experiências e ultrapassar meus limites. O Nike Alphafly me ajuda a fazer isso".

- Sifan Hassan, campeã das maratonas de Londres e Chicago em 2023

 Foto: Nike

O tênis preferido das mulheres para maratona

A equipe da Nike trabalhou com as corredoras ao longo do processo de desenvolvimento do novo Alphafly 3. Nessa parceria, ficou claro que as atletas são mais sensíveis em relação ao conforto durante a corrida quando comparadas aos homens, sobretudo nos quilômetros finais da prova. A Nike convocou o mais amplo grupo de mulheres para os testes do modelo. Suas ideias e sugestões ajudaram a aprimorar o conforto do Alphafly para todos os corredores: o novo tênis chega com mais sustentação no arco dos pés e mais proteção para os dedos, além de usar fios mais suaves na construção da parte superior, o que reduz a rigidez e o atrito.

Publicidade

E finalmente, para quem leu até aqui, vale sempre um reflexão, o modelo vai fazer efeito em pernas bem treinadas, mas ele não faz "milagre".

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.