PUBLICIDADE

Publicidade

Espanha arranca empate com a Argentina e cala a torcida

PUBLICIDADE

Por Chiquinho Leite Moreira
Atualização:

O caldeirão fervilhante do ginásio Ilhas Malvinas de Mar Del Plata não foi suficiente para a Argentina comemorar a esperada vantagem na abertura da decisão da Copa Davis. Se David Nalbandián criou clima de euforia com a fácil vitória sobre David Ferrer por 3 sets a 0 (6/3, 6/2 e 6/3), o jovem Juan Martin Del Potro, sensação do tênis mundial, decepcionou ao perder para Feliciano Lopez por 4/6, 7/6 (2), 7/6 (4) e 6/3. O empate por 1 a 1 mantém o confronto aberto, com chances iguais para Argentina e Espanha. Com este empate inesperado, a partida de duplas de hoje ganha ainda mais importância. Os argentinos estão escalados com Agustín Calleri e José Acasuso, enquanto os espanhóis vão de Feliciano Lopez e Fernando Verdasco, agora favoritos. As partidas decisivas, amanhã, terão David Nalbandián diante de Feliciano Lopez e Juan Martin Del Potro contra David Ferrer. A derrota de Del Potro foi um verdadeiro choque para os argentinos. Ele é o atleta de melhor ranking entre todos desta final, ocupando a 9ª. colocação na ATP. Mas dois motivos levaram o jovem a falhar. Primeiro, a pressão de defender o país diante de mais de dez mil pessoas em delírio. Depois, os problemas físicos, com dificuldades para correr e chamando atendimento médico.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.