PUBLICIDADE

Publicidade

Após longa negociação, Alex mostra confiança em acerto com o Santos

Zagueiro de 34 anos diz que pode atuar em até 15 dias

PUBLICIDADE

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

Após semanas de negociações, o zagueiro Alex, de 34 anos, acredita que está próximo de definir sua transferência para o Santos. O acordo ainda não foi concretrizado por causa de uma pendência financeira entre o clube e seu empresário Giuliano Bertolucci, mas aposta que tudo será solucionado em breve. O defensor viajou recentemente para a Itália onde resolveu algumas burocracias para efetuar seu retorno ao Brasil e deixou as negociações na mão de seu agente, que exigiu comissões e luvas para o jogador, algo que o Santos não concorda. No início da semana, o zagueiro volta ao CT para tratar diretamente com os dirigentes.

Alex está próximo de acerto com Santos Foto: Reuters

“Eu estou otimista. A única coisa que acho que foi o maior problema foi que há 15 dias fui para a Itália e deixei meu empresário conversando com eles. Ele trabalha comigo há doze anos, e acho justo que ele sempre negocie e fale com os clubes. E o que vi, foi isso, de comissão e luva. Acho que para mim não é grande problema, devo voltar a conversar agora e estou otimista, sim. Acho que podemos entrar em um acordo para dar certo. O que tem que prevalecer é minha vontade de jogar pelo Santos, e acho que é isso que vai acontecer. Vai dar tudo certo”, disse o zagueiro, em entrevista à Rádio Globo. Alex está sem clube, após deixar o Milan, em junho. Sem atuar há dois meses, ele chegaria para tentar suprir a carência no setor. Atualmente, o Santos conta com os jovens Luiz Felipe e Gustavo Henrique e com o experiente David Braz. O fato de estar muito tempo sem jogar, pode ser um problema. “Isso preocupa mesmo, mas acho que para mim não tem tanto problema, porque me cuido bastante e sei que depois de uma certa idade tenho que me cuidar mais ainda. Sempre procurei fazer isso. Continuo com a mesma opinião: acertando, 10 a 15 dias estou pronto para jogar. Estou sentindo falta e espero voltar a fazer o que gosto”, completou o zagueiro.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.