PUBLICIDADE

Publicidade

Autoridades mantém interdição do Estádio Rei Pelé

Obras de emergência terão de ser realizadas para que jogos do Campeonato Alagoano sejam disputados no local

PUBLICIDADE

Por Ricardo Rodrigues
Atualização:

Foi confirmada na tarde desta quarta-feira a manutenção da interdição do Estádio Rei Pelé, sugerida pelo laudo do conselheiro Alexandre Madalena, do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura de Alagoas (CREA/AL). A confirmação da interdição foi decidida em reunião realizada a portas fechadas, na antiga sala da secretário-executivo de Esportes, no 3.º andar do estádio.   Segundo a assessoria de imprensa da Secretaria Estadual de Infra-Estrutura, o estádio passará por uma reforma emergencial, mas a data para o início das obras ainda será definida. Em paralelo à reforma, será realizada uma perícia, que finalmente definirá a real situação da estrutura do estádio e, após nova reunião, que deve ocorrer nos próximos 15 dias, será definido se haverá a necessidade de uma reforma estrutural ou se o estádio poderá ser reaberto.   Para o secretário estadual de Educação e Esportes, Fábio Farias, independentemente do relatório do CREA, o Governo do Estado já estava determinado a realizar a vistoria. Farias considerou acertada a manutenção da interdição, como garantia de segurança à população.   Além do secretário Fábio Farias, a reunião contou com a presença de representantes do Serviço de Engenharia de Alagoas (Serveal), Corpo de Bombeiros, Federação Alagoana de Futebol (FAF), Ministério Público Estadual e vários engenheiros do CREA, entre eles o presidente Aloísio Ferreira e o conselheiro Alexandre Madalena.   Durante a reunião, a maioria decidiu respeitar o laudo do CREA que recomenda a interdição, por causa de problemas estruturais no estádio, que comprometeriam a segurança dos torcedores.   O laudo, cujo parecer foi assinado pelo engenheiro Alexandre Madalena, foi entregue na tarde desta terça ao presidente da FAF, Gustavo Feijó, que já havia anunciado a não-realização de jogos nesta primeira rodada do Campeonato Alagoano, que terá início no sábado com a partida entre Penedense x CRB, em Coruripe, no interior.   Na reunião, as autoridades e engenheiros do CREA analisaram o laudo apresentado por Madalena e o compararam aos demais emitidos em períodos distintos, que avaliaram as condições estruturais do Estádio Rei Pelé.   Entre estes consta um, solicitado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), quando o Brasil se candidatou a sediar a Copa do Mundo. Neste laudo, o Rei Pelé foi vetado pela CBF.   Independentemente da manutenção da interdição, o Rei Pelé não iria receber nenhum jogo nas primeiras rodadas do Campeonato Alagoano. O presidente da FAF já havia divulgado resolução proibindo o estádio de sediar partidas da competição.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.