Publicidade

Cruzeiro perde do Pouso Alegre, é vaiado, e aumenta sequência negativa no Mineiro

Time celeste acumula três jogos sem vencer neste início de temporada e dá sinais de preocupação

PUBLICIDADE

Foto do author Redação
Por Redação

A lua de mel vivida com os torcedores no ano passado não existe mais para o Cruzeiro em 2023, que chegou ao terceiro jogo sem vitória no Campeonato Mineiro, ao perder para o Pouso Alegre, por 1 a 0, no Independência, pela quarta rodada da primeira fase.

PUBLICIDADE

Desde o primeiro tempo, vários torcedores demonstraram sua insatisfação com vaias e xingamentos das arquibancadas. O próprio comportamento de Paulo Pezzolano, inquieto, expôs sua insatisfação com o futebol apresentado.

Fato é que o Cruzeiro chegou a três jogos sem vitória, sendo duas derrotas consecutivas, já que havia perdido para o América-MG, por 1 a 0, no domingo. Ainda assim, é o vice-líder do Grupo C, com quatro pontos. Já o Pouso Alegre assumiu a vice-liderança do Grupo A, com sete.

Cruzeiro decepciona novamente e perde em casa para o Pouso Alegre. Foto: Cris Mattos/ Staff/ Cruzeiro EC

Assim como em quase todos os jogos até agora, o Cruzeiro apresentou pouco repertório para passar pela defesa do Pouso Alegre. Para piorar, o time do interior abriu o placar logo aos dez minutos, quando Gabriel Carioca recebeu cruzamento da esquerda e cabeceou sem chances para Rafael Cabral.

O gol do Pouso Alegre pressionou ainda mais o Cruzeiro, que errou muitos passes e irritou Pezzolano. Tanto é que aos 31 minutos ele optou pelas saídas do zagueiro Reynaldo, do volante Wallisson e do lateral Igor Formiga, demonstrando que a defesa era sua maior preocupação.

As entradas de Eduardo Brock, Neto Moura e Ian Luccas surtiram efeito e o Cruzeiro melhorou, mas não o suficiente para empatar antes do intervalo. A desvantagem incomodou os torcedores e muitas vaias foram proferidas enquanto os jogadores deixavam o gramado.

No segundo tempo, o Cruzeiro levou um susto logo aos cinco minutos, quando Minho roubou bola no meio-campo e finalizou por cobertura, muito perto do gol. O lance, contudo, não freou o ímpeto dos mandantes, que ficaram com a bola e pressionaram pelo empate.

Publicidade

Aos 19 minutos, Wesley Gasolina recebeu na direita e cruzou na área para Bruno Rodrigues. Ao invés de finalizar de primeira, ele preferiu o domínio e viu a marcação evitar o pior. Melhor, o Cruzeiro seguiu no ataque e aos 25 viu Wesley cabecear sozinho dentro da área, mas por cima do gol.

Bruno Rodrigues foi o melhor jogador do Cruzeiro na partida e quem mais tentou o gol até o apito final. Aos 40, ele dominou no lado direito e, ao invés de cruzar, mandou direto para o gol, obrigando o goleiro George a fazer boa defesa. Rafael Bilu também tentou aos 45, mas também parou no goleiro.

O Cruzeiro volta a campo na segunda-feira para o clássico diante do Atlético-MG, às 20 horas, no Independência, em Belo Horizonte. Já o Pouso Alegre, no domingo, receberá o Tombense, às 17 horas, no Manduzão, em Pouso Alegre.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 0 X 1 POUSO ALEGRE

CRUZEIRO - Rafael Cabral; Wesley Gasolina (Rafael Bilu), Oliveira, Reynaldo (Eduardo Brock) e Marquinhos Cipriano (Nikão); Wallisson (Neto Moura), Ramiro e Igor Formiga (Ian Luccas); Bruno Rodrigues, Wesley e Gilberto. Técnico: Paulo Pezzolano.

POUSO ALEGRE - Cairo (George); Nando, Heitor, Vitão e Gabriel Carioca; Igor Pereira (Wellington Reis), Carlinhos e Christian; Michael Paulista (Igor Carvalho), Minho (Rodrigo Carioca) e Ingro (Amarildo). Técnico: Eugênio Souza.

GOL - Gabriel Carioca, aos 10 minutos do primeiro tempo.

Publicidade

ÁRBITRO - Murilo Francisco Misson Junior.

CARTÕES AMARELOS - Marquinhos Cipriano (Cruzeiro); George, Wellington Reis, Heitor e Igor Pereira (Pouso Alegre).

PÚBLICO E RENDA - Não divulgados.

LOCAL - Arena Independência, em Belo Horizonte.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.