PUBLICIDADE

Drama do Santos: quais times entraram no Z-4 na última rodada do Brasileirão e foram rebaixados

Clube chega para a partida final com a mesma pontuação que o Corinthians de 2007, quando rival caiu pela única vez em sua história

Foto do author Murillo César Alves
Por Murillo César Alves
Atualização:

Dois pontos separam o Santos do Bahia, 17º colocado e o primeiro na zona de rebaixamento, o Z-4. Entre eles, há o Vasco. Ao longo de todo o Campeonato Brasileiro, a equipe paulista flertou com a queda: iniciou a temporada com Odair Hellmann, teve dois breves trabalhos com Paulo Turra e Diego Aguirre e chega para a última rodada da competição dependendo apenas de si para permanecer na primeira divisão. Na 15ª posição, o Santos, segundo o Departamento de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais, tem 6,2% de risco de ser rebaixado. Mesmo se perder, permanecerá na Série A em caso de tropeços de Vasco (16º) ou Bahia.

PUBLICIDADE

Desde 2003, quando o Brasileirão passou a ser disputado por pontos corridos, em 15 edições um dos 12 grandes (Atlético-MG, Botafogo, Corinthians, Cruzeiro, Flamengo, Fluminense, Grêmio, Internacional, Palmeiras, Santos, São Paulo e Vasco) correu risco de queda na penúltima rodada. Destes, em apenas uma ocasião o rebaixado não figurava entre os quatro piores times do campeonato: o Corinthians, em 2007.

Coincidentemente, o Corinthians daquele ano somava a mesma pontuação que o Santos tem após a 37ª rodada desta temporada: 43 pontos. Assim como neste ano, o time alvinegro dependia apenas de si para permanecer na primeira divisão, mas o empate por 1 a 1 com o Grêmio e a vitória do Goiás diante do Internacional garantiu o primeiro – e único – rebaixamento do Corinthians em sua história.

Santos tenta evitar rebaixamento no Brasileirão. Foto: Raul Baretta/Santos FC

Assim, o Santos tem a seu favor a vantagem de dois pontos sobre o Bahia, a baixa probabilidade de rebaixamento (segundo a UFMG) e o histórico dos outros campeonatos. Além da estatística dos grandes, em apenas 35% das edições do Brasileirão houve uma mudança na zona de rebaixamento na última rodada: Fortaleza (2003), Corinthians (2007), Coritiba (2009), Portuguesa (2013), Avaí (2015), Coritiba (2017) e Bahia (2021).

Vale ressaltar que, em 2013, a Portuguesa, apesar de correr risco de queda antes da rodada derradeira, evitou a queda ao empatar por 0 a 0 com o Grêmio, no Canindé. Posteriormente, a Procuradoria Geral do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) denunciou o clube pela escalação irregular de Hevérton naquele jogo, o 38º do torneio. O jogador estava suspenso e não poderia ter sido utilizado na partida final. No julgamento, o clube foi punido com a perda de quatro pontos, passando da 12ª para 17ª colocação. Com 46 pontos, o Fluminense foi ‘salvo’ no Tribunal e permaneceu na Série A.

O que o Santos precisa para se salvar?

O Santos tenta evitar o primeiro rebaixamento de sua história para não repetir o roteiro do Corinthians de 2007. Para isso, uma vitória simples garante o time da Vila na Série A em 2024. Na próxima temporada, o clube já não disputará a Copa do Brasil, pois não terminou entre os seis melhores do Campeonato Paulista e não garantiu a classificação para a Libertadores pelos caminhos do Brasileirão.

Se perder ou empatar, dependerá de tropeços de Bahia ou Vasco para se manter na elite do futebol nacional. Se cair, vai perder receita. O que preocupa a equipe do treinador Marcelo Fernandes, que não ficará no comando do time, é o saldo negativo de gols (24, antes da última rodada). Se o Bahia vencer o Atlético-MG, Vasco empatar com o Red Bull Bragantino e o Santos for derrotado pelo Fortaleza, é a equipe paulista que terminará rebaixada à Série B.

Publicidade

Em quais cenários o Santos é rebaixado?

Considerando todos os resultados possíveis (vitória, empate ou derrota) para os duelos de Bahia, Santos e Vasco, há 27 cenários possíveis para o final da rodada – por análise combinatória, chega-se ao resultado a partir de três elevados à terceira potência. Destes, o time paulista terminará o Brasileirão rebaixado em apenas três (11,1%). Bahia, que já está no Z-4, é rebaixado em 16 dos cenários, enquanto o Vasco, que assim como o Santos depende apenas de si, em oito.

Se o Santos vencer, não é rebaixado. Esse resultado já elimina nove possíveis cenários. Se perder, é rebaixado em duas situações: vitórias de Vasco e Bahia ou vitória do Bahia e empate do Vasco. O terceiro cenário, que faz com que a equipe da Vila Belmiro dispute a Série B em 2024 se dá em caso de empate contra o Fortaleza e vitórias dos outros clube que lutam para escapar do rebaixamento.

Ocasiões em que os 12 grandes chegaram à última rodada com risco de queda (em destaque os rebaixados)

  • 2003 - Fluminense e Grêmio
  • 2004 - Flamengo, Botafogo e Atlético-MG
  • 2005 - 0
  • 2006 - 0
  • 2007 - Corinthians
  • 2008 - Vasco (Z-4)
  • 2009 - Fluminense e Botafogo (Z-4)
  • 2010 - Flamengo
  • 2011 - Cruzeiro
  • 2012 - 0
  • 2013 - Fluminense * e Vasco (ambos no Z-4)
  • 2014 - Palmeiras
  • 2015 - Vasco (Z-4)
  • 2016 - Internacional (Z-4)
  • 2017 - 0
  • 2018 - Fluminense e Vasco
  • 2019 - Cruzeiro (Z-4)
  • 2020 - Vasco (Z-4)
  • 2021 - Grêmio (Z-4)
  • 2022 - 0

Times que corriam risco de rebaixamento antes da última rodada e estavam fora do Z-4

  • 2003 - Fortaleza, Grêmio, Juventude e Ponte Preta
  • 2004 - Flamengo, Botafogo e Atlético-MG
  • 2005 - Ponte Preta e São Caetano
  • 2006 - Rebaixados definidos antes da última rodada
  • 2007 - Corinthians
  • 2008 - Athletico-PR e Náutico
  • 2009 - Coritiba e Fluminense
  • 2010 - Atlético-GO, Avaí e Flamengo
  • 2011 - Cruzeiro
  • 2012 - Bahia e Portuguesa
  • 2013 - Coritiba, Criciúma, Internacional e Portuguesa
  • 2014 - Palmeiras
  • 2015 - Avaí e Coritiba
  • 2016 - Sport e Vitória
  • 2017 - Coritiba e Vitória
  • 2018 - Ceará, Chapecoense, Fluminense e Vasco
  • 2019 - Ceará
  • 2020 - Fortaleza
  • 2021 - Cuiabá e Bahia
  • 2022 - Cuiabá
  • 2023 - Santos e Vasco
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.