PUBLICIDADE

Publicidade

Endrick segue passos de outros craques com estreia em comercial de TV; reveja as propagandas

Peça publicitária foi ao ar no intervalo do Big Brother Brasil, na Globo, durante o último domingo

Foto do author Bruno Accorsi
Por Bruno Accorsi
Atualização:

Quem estava ligado no Big Brother Brasil durante o último domingo, em noite de formação de paredão, presenciou a estreia de Endrick, do Palmeiras, como garoto-propaganda na televisão. O atacante de 17 anos apareceu em um dos intervalos mais valiosos da TV Globo para promover a Neosaldina, medicamento para dores de cabeça do qual é embaixador. Com isso, seguiu o passo de outros craques midiáticos, como Neymar, Ronaldinho Gaúcho e Ronaldo Fenômeno, e tornou-se o mais jovem jogador brasileiro a protagonizar um comercial televisivo que não seja do seu fornecedor de material esportivo.

PUBLICIDADE

“São diversos fatores responsáveis por isso. O primeiro, e principal, são as suas conquistas e recordes tão precoces. Marcas o procuram e o querem porque ele já é relevante o suficiente para transcender o jogo de futebol. O segundo motivo se refere aos diferentes canais de exposição que um atleta tem hoje. Em décadas passadas, era muito mais difícil conhecer jovens atletas antes que chegassem à equipe principal de seus clubes. Endrick já era popular, não somente entre torcedores do Palmeiras, antes de atuar na equipe principal”, explica Thiago Freitas, acionista majoritária da TFM Agency, que administra a carreira da joia palmeirense.

Endrick já vinha atuando em diversas mídias, como estrela de campanhas publicitárias da própria Neosaldina e de outras empresas como OdontoCompany e Rei do Pitaco, mas a aparição na TV é um passo de evolução na construção da imagem do jogador. De acordo com levantamento do Cenp (Fórum da Autorregulação do Mercado Publicitário), de janeiro a setembro de 2023, 40,6% do investimento do mercado publicitário brasileiro foi destinado à televisão aberta. Já a internet recebeu 38% dos investimentos.

Endrick segue passos de nomes como Neymar e Ronaldinho Gaúcho no mundo dos comerciais de TV. Foto: Reprodução/Neosaldina/Seara/Pepsi

“Procuramos dialogar com todas as idades e classes sociais. Por isso, o Big Brother é um espaço muito estratégico para a nossa comunicação”, destaca Carla Dias, diretora de Marketing e Comunicação da Cafehyna, responsável pelas campanhas da marca de remédio. “Por conta da grande audiência do programa e por tudo que o atleta representa, escolhemos esse timing para dar o start na nossa parceria”, completa.

A aposta na difusão da figura de Endrick é tão alta que o contrato de cinco anos assinado por ele com a empresa, em dezembro do ano passado, é o acordo de maior valor já firmado pela marca. “Sempre tivemos convicção na escolha pelo Endrick para ser embaixador de Neosaldina. Ele tem os valores da marca e leva a vida de uma forma leve e com responsabilidade, apesar de ser jovem. Já tem uma carreira memorável e ainda terá muitas conquistas pela frente”, explica Dias.

Os contratos comerciais do atacante são fechados pela Wolff Sports, que passou a representá-lo em fevereiro de 2022. A ideia de Fábio Wolff, sócio-diretor da empresa, não é fechar patrocínios em profusão, mas ter poucos e bons parceiros, que agreguem valor e tenham ligação de fato com o público jovem. Quanto ao patrocínio esportivo, Endrick recusou propostas da Nike, adidas e Puma para fechar com a New Balance, por causa da promessa de que será a grande estrela mundial da marca. O planejamento estratégico desenhado para Endrick foi inspirado no atacante Cristiano Ronaldo e nos tenistas Roger Federer e Rafael Nadal. Os três gigantes são usados como exemplos de valorização ao esporte, respeito aos adversários e comportamento discreto.

Jogadores fazendo comercial de TV

Antes de Endrick, outros jogadores brasileiros souberam aproveitar a força de suas imagens ainda cedo. O caso de maior sucesso nos últimos anos é o de Neymar, que estreou em comerciais de TV fazendo propaganda para a Nike aos 17 anos. Em 2010, fora do âmbito de marcas esportivas, gravou o famoso comercial da Seara, dançando Single Ladies, de Beyonce, ao lado de Robinho e Ganso, seus companheiros de Santos. Na época, tinha 18 anos.

Publicidade

Um pouco mais velho, aos 19, Ronaldinho Gaúcho foi protagonista de um comercial da Pepsi. Ronaldo Fenômeno apareceu com 17 anos, já jogador da seleção brasileira, em intervalos televisivos. No caso dele, não foi para vender produtos e sim em uma campanha para incentivar jovens a tirar o título de eleitor. Edmundo e Kaká são outros exemplos de jogadores que surgiram jovens para o mercado publicitário.

Relembre propagandas televisivas protagonizadas por jovens craques brasileiro:

Ronaldo Fenômeno (17 anos) - TRE

Ronaldo Fenômeno (22 anos) - Parmalat

Edmundo (22 anos) - Cherry Coke

Ronaldinho Gaúcho (19 anos) - Pepsi

Kaká (22 anos) - Guaraná

Neymar (17 anos) - Nike

Neymar (18 anos) - Seara

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.