PUBLICIDADE

Publicidade

Entenda o motivo de o Fenerbahçe ter usado o time sub-19 e sair de campo com 1 minuto de jogo

Clube já havia prometido boicote; Rival Galatasaray comemora título da Supercopa da Turquia

PUBLICIDADE

Foto do author Leonardo Catto
Por Leonardo Catto
Atualização:

O Fenerbahçe desistiu de disputar a Supercopa da Turquia e entregou o título ao maior rival, o Galatasaray. A partida durou apenas um minuto no Estádio Şanlıurfa 11 Nisan, em Sanliurfa. A equipe mandou a campo o time sub-19 em boicote ao torneio e os jogadores deixaram o campo. O adversário, o qual é o atual campeão nacional, comemorou o título.

PUBLICIDADE

Após o apito inicial, o argentino Icardi abriu o placar para o Galatasaray. Os atletas da base do Fenerbahçe dariam o recomeço do jogo, mas saíram de campo. O árbitro aguardou três minutos até que a partida fosse declarada encerrada pelo abandono da equipe, que saiu vaiada por torcedores e com aplausos dos jogadores do adversário.

Fenerbahçe e Galatasaray fariam a decisão no dia 29 de dezembro, na Arábia Saudita. A partida foi suspensa uma hora antes do início após divergência política com os organizadores. O jogo foi remarcado para este domingo, em Sanliurfa. A decisão de boicote do Fenerbahçe foi definida em assembleia histórica, com participação de 23 mil sócios, e tem a ver com os recentes episódios de violência no futebol turco. Além da Supercopa, o clube anunciou que as duas próximas edições da Copa da Turquia serão disputadas com o sub-19.

Jogadores do sub-19 do Fenerbahçe deixaram o campo com um minuto de jogo. Foto: Demiroren News Aagency/AFP

Em nota publicada no X (antigo Twitter), o clube afirmou que entrou em campo para “defender a verdade”. “O que queremos enfatizar para resumir a nossa atitude é isto. Servir o esporte turco com a história de 117 anos, não só no futebol, mas em todos os ramos em que competimos, ter milhares de troféus no museu com vestígios de suor e trabalho, sentindo os valores nacionais do país com 30 milhões de torcedores como o maior clube esportivo do mundo. Continuaremos firmes hoje e amanhã, como fizemos ontem”, diz o texto. O Galatasaray comemorou o título nas redes. A Federação Turca de Futebol ainda não se pronunciou.

Outro ponto da assembleia foi a busca por estruturar o clube no exterior. Isso é visto como um caminho para que o 19 vezes campeão turco saia da liga do país. A assembleia ocorreu após o Fenerbahçe ter os pedidos por adiamento ou arbitragem estrangeira no clássico negados.

O caso mais recente de violência foi em 17 de março, na vitória por 3 a 2 contra o Trabzonspor. A torcida rival invadiu o campo e agrediu jogadores do Fenerbahçe. Outro caso, em dezembro de 2023, foi a agressão do presidente do Ankaragücü contra um árbitro no final de uma partida. A Federação Turca o baniu do futebol e puniu o clube. A liga chegou a ser suspensa por casos de violência. Na retomada, o Istanbulspor também fez um protesto deixando o campo após uma decisão da arbitragem na partida diante do Trabzonspor.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.