Publicidade

Kayke festeja sequência no Santos e espera voltar a brilhar contra o Atlético-PR

Contratado para ser 'sombra' de Ricardo Oliveira, atacante vive expectativa de jogar pela Libertadores

PUBLICIDADE

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

Contratado para ser a "sombra" de Ricardo Oliveira no início de 2017, Kayke vem aproveitando a ausência do veterano centroavante para enfim ter uma sequência de jogos no Santos. Titular nos últimos oito compromissos da equipe na temporada, o atacante agora espera contribuir para o time na Copa Libertadores, na próxima quarta-feira, quando o Santos vai duelar com o Atlético Paranaense, no Durival de Brito, no jogo de ida das oitavas de final.

"Tive apenas um jogo na Libertadores, contra o The Strongest (dois, na verdade, pois também participou da goleada por 4 a 0 sobre o Sporting Cristal). Entrei no segundo consegui participar da jogada do gol de Vitor Bueno. Agora venho em uma boa sequência de jogo, aquilo que procurava. Já consegui marcar nas outras competições, mas agora quero ser feliz na Libertadores, que é o que a gente precisa", comentou, ao site oficial do Santos.

Kayke ganhou a condição de titular no Santos Foto: Ivan Storti/Santos FC

PUBLICIDADE

Com sete gols marcados em competições oficiais, Kayke divide a condição de artilheiro da equipe nesta temporada com Vitor Bueno, que recentemente sofreu uma grave lesão e só deverá voltar aos gramados em 2018. E o Atlético-PR traz ótimas lembranças a Kayke, afinal, o atacante marcou os gols da vitória por 2 a 0 na Arena da Baixada, pelo Campeonato Brasileiro.

A atuação motiva Kayke, mas ele espera um duelo de características bem diferentes nesta quarta-feira. "Será um jogo diferente. Sabemos que a Libertadores tem um clima diferente. Independente de já termos vencido o Atlético, e de nossa situação ser diferente da deles no Brasileiro, tenho certeza de que será outra partida. Temos que fazer um duelo com espírito de Libertadores, precisamos disso para sair de lá (Curitiba) com um bom resultado", afirmou.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.