PUBLICIDADE

Messi fica no banco e fãs pedem reembolso em amistoso do Inter Miami em Hong Kong

Suárez também não entrou em campo neste domingo; ausência da dupla gerou protestos e vaias a David Beckham, um dos donos do clube americano

Foto do author Róbson Martins
Por Róbson Martins

O que era para ser uma festa para milhares de fãs de futebol se transformou em frustração e revolta neste domingo. Isso porque Lionel Messi não entrou em campo no amistoso entre Inter Miami e Hong Kong, deixando a torcida local decepcionada. O craque argentino, que se transferiu para o clube americano em junho de 2023, após uma passagem pelo PSG, estava lesionado e não pôde atuar, segundo o técnico Tata Martino.

PUBLICIDADE

“Entendemos a decepção dos torcedores e pedimos perdão. Gostaríamos de ter jogado contra eles, mesmo que por pouco tempo, mas o risco era muito grande”, afirmou o treinador. “Leo (Messi) está com uma inflamação no adutor como vimos nas imagens de seus músculos. Esperávamos uma melhora, mas a situação já existe há muitos dias”

O mesmo aconteceu com o uruguaio Luis Suárez, ex-Grêmio, outro reforço de peso da equipe. A ausência dos dois sul-americanos gerou protestos e vaias da torcida, que lotou o Estádio Hong Kong com cerca de 40 mil pessoas. Alguns chegaram a pagar até HK$ 4.800 (aproximadamente R$ 3 mil) pelo ingresso para ver o astro de perto, mas tiveram que se contentar com suas presenças no banco de reservas.

Messi não entrou em campo em vitória do Inter Miami sobre Hong Kong e decepcionou torcida. Foto: Louise Delmotte/ AP

O Inter Miami, que faz uma turnê mundial para promover sua marca e elenco estrelado, venceu o jogo por 4 a 1, mas foi hostilizado pelo público, que gritava “reembolso, reembolso” e “queremos Messi”. Um dos donos do clube, o ex-jogador inglês David Beckham, também foi alvo de críticas e tentou se desculpar em um discurso após a partida.

Em comunicado, o governo de Hong Kong, disse que estava “extremamente decepcionado” com a organização e que tentaria recuperar parte dos US$ 2 milhões (R$ 10 milhões) investidos para realização do evento. O astro argentino, que recebeu uma recepção calorosa durante os treinos, não se pronunciou sobre o episódio.

Reação de torcedores durante amistoso entre Inter Miami e Hong Kong. Foto: Louise Delmotte/ AP

O Inter Miami segue sua viagem pela Ásia e enfrenta o Vissel Kobe, no Japão, na próxima quarta-feira, 7. Depois, volta para os Estados Unidos, onde disputa um amistoso contra o Newell’s Old Boys, clube que revelou Messi, no dia 15 de fevereiro.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.