PUBLICIDADE

Publicidade

Marquinhos salva com gol no fim e Brasil vence Peru nas Eliminatórias para a Copa do Mundo

Seleção peca nos passes, parece travada em campo e vê zagueiro marcar em cobrança de escanteio para garantir a vitória aos 44 do segundo tempo

PUBLICIDADE

Foto do author Paulo Chacon
Atualização:

A seleção brasileira viajou até o Peru e venceu por 1 a 0, pela segunda rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2026, nesta terça-feira, dia 12. Com pouca criatividade, muitos erros de passe e lento em campo, o Brasil ficou longe do futebol apresentado na estreia contra a Bolívia e foi salvo pela bola parada com Marquinhos marcando no final do segundo tempo em Lima, quando o empate parecia definido.

A primeira partida de Fernando Diniz como treinador do Brasil fora de casa foi longe do que se esperava, mas os três pontos vieram na bola parada. Desta forma, o Brasil chegou aos seis pontos na competição e mantém a primeira colocação. A seleção peruana tem um ponto em duas partidas. “Essa vai ser a cara da seleção (lutar até o fim). A gente já esperava um jogo mais difícil. A gente precisa buscar o resultado, independentemente da jogada. Hoje foi em uma bola parada no fim”, explicou o zagueiro Marquinhos na saída de campo.

Richarlison comemora o seu gol, que foi anulado por impedimento Foto: AP Photo/Martin Mejia

PUBLICIDADE

Diferentemente da estreia em Belém, quando foi para o ataque e incomodou a defesa adversária desde o início, o Brasil sentiu mais dificuldades em Lima. Com a seleção peruana marcando alto no campo de ataque, os brasileiros apostaram na troca de passes curtos e tiveram alguns erros, que ocasionaram jogadas de perigo para os donos da casa. Apesar disso, Ederson teve de trabalhar poucas vezes e quase sempre com defesas tranquilas.

O Brasil conseguiu ter o controle do jogo um pouco depois dos 15 minutos e marcou pela primeira vez. Após lançamento longo na esquerda para Neymar, o cruzamento foi feito, Richarlison arrumou e Raphinha marcou. Contudo, o lance foi anulado por impedimento do camisa 10, com a ajuda do VAR. Depois deste momento, o Peru optou por marcar na defesa e esperar um pouco mais a seleção brasileira.

Desta forma, os comandados de Diniz continuaram com o domínio e conseguiram o gol com Richarlison, mas mais uma vez o lance foi anulado por impedimento após longa análise do VAR, de 7 minutos. Nos minutos finais da primeira etapa, Neymar recebeu bom passe na lateral-direita e obrigou Gallese a fazer a primeira defesa da partida.

As duas seleções reclamaram da arbitragem ao fim do primeiro tempo de partida  Foto: REUTERS/Sebastian Castaneda

O Brasil apresentou as mesmas dificuldades no início do segundo tempo. Com erros de passe no campo de defesa e pouca criatividade para passar pela marcação no ataque, o jogo pareceu travado. Pelo lado peruano, a seleção preferiu se fechar e sair pouco, mas não teve medo. Contando com o apoio da torcida, os donos da casa tentaram buscar o ataque e tiveram problemas para passar pela defesa brasileira. Foi um jogo de meio de campo.

A primeira grande jogada de perigo no segundo tempo aconteceu apenas aos 26 minutos. Com Neymar conseguindo se aproximar dos demais atacantes, Raphinha aproveitou passe e finalizou de fora da área para outra defesa de Gallese. O restante da segunda etapa foi arrastada e sem emoção até o Brasil fazer o gol da vitória. Aos 44 minutos, Neymar cobrou escanteio na primeira trave e Marquinhos subiu mais do que a marcação para desviar. Após o gol, o Brasil prendeu a bola até o apito final e confirmou a segunda vitória nas Eliminatórias da Copa.

Publicidade

PERU 0 X 1 BRASIL

  • PERU: Gallese; Corzo, Abram, López e Trauco (Valera); Tapia, Cartagena (Castillo) e Yotún; Carrillo (Ruidiaz), Polo (Grimaldo) e Guerrero. Técnico: Juan Reynoso.
  • BRASIL: Éderson; Danilo (Vanderson), Marquinhos, Gabriel Magalhães (Joelinton) e Renan Lodi; Casemiro, Bruno Guimarães, Neymar (Raphael Veiga) e Rodrygo; Raphinha (Martinelli) e Richarlison (Gabriel Jesus). Técnico: Fernando Diniz.
  • GOL: Marquinhos, aos 44min do segundo tempo.
  • ÁRBITRO: Fernando Rapallini (ARG).
  • CARTÕES AMARELOS: Raphinha, Cartarena, Tapia, López, Bruno Guimarães
  • PÚBLICO: Não divulgado.
  • RENDA: Não divulgado.
  • LOCAL: Estádio Nacional de Lima.
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.