PUBLICIDADE

Publicidade

Quarteto ofensivo do Fluminense começa junto pela primeira vez em 2011

Deco, Conca, Emerson e Fred estão no time titular que enfrenta o Nacional nesta quarta-feira

PUBLICIDADE

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

RIO - O Fluminense finalmente poderá contar com o quarteto formado por Deco, Conca, Emerson e Fred no time titular. Pela primeira vez em 2011, o grupo estará começará a jogar junto, nesta quarta-feira, na partida decisiva diante do Nacional, em Montevidéu, pela quinta rodada do grupo 3 da Taça Libertadores.

 

PUBLICIDADE

O time tricolor é o terceiro colocado da chave, com cinco pontos, à frente apenas dos uruguaios, que têm quatro. Argentinos Juniors (7) e América do México (6), que também se enfrentarão nesta quarta, seriam os classificados caso a fase de grupos terminasse agora.

 

Os quatro atletas já estiveram em campo ao mesmo tempo na vitória por 3 a 2 sobre os mexicanos e no clássico diante do Vasco, pelo Campeonato Carioca, mas em ambas as ocasiões pelo menos um deles começou no banco de reservas.

 

Após Deco ter se recuperado completamente de uma lesão na coxa esquerda, e Emerson, de um problema no tornozelo esquerdo, o técnico interino Enderson Moreira optou por dar um descanso a Conca e a Fred no último sábado, quando o Flu derrotou o Volta Redonda por 2 a 1.

 

A escalação do quarteto no estádio Centenário ficou clara no treino realizado na manhã desta segunda-feira, o único antes da viagem à capital uruguaia.

"Joguei 45 minutos contra o América do México após dois meses parado e outros 45 minutos no clássico contra o Vasco. No sábado, finalmente, joguei 90 minutos e consegui mais regularidade", disse Deco.

 

O campeão brasileiro viaja ao Uruguai disposto a enfrentar uma "guerra", como declararam alguns jogadores após o triunfo contra o Volta Redonda e como pediram os torcedores nas arquibancadas.

Publicidade

 

"A torcida já sabe que na quarta-feira a partida será uma guerra. É nesse clima de decisão que vamos a Montevidéu. Faremos de tudo pelo Fluminense porque o grupo e os torcedores merecem", afirmou Enderson ao site oficial do clube.

 

"Teremos uma partida decisiva, e é isto que o torcedor está esperando de nós: que vamos a uma guerra", completou o meia Souza.

 

Se o quarteto ofensivo estará à disposição, na defesa, o treinador segue com problemas. Leandro Euzébio e Digão estão entregues ao Departamento Médico e André Luís, que foi reintegrado ao elenco, ainda não tem condições físicas para jogar.

 

Assim, o volante Edinho voltará a ser improvisado na zaga ao lado de Gum, como aconteceu no sábado.

"André Luis ficou muito tempo parado. Tem uma limitação, e sabemos disso. Por isso, optei por Edinho e a tendência é mantê-lo", explicou Enderson.

 

O Fluminense deverá enfrentar o Nacional com a seguinte formação: Ricardo Berna; Mariano, Gum, Edinho e Júlio César; Valencia, Diguinho, Conca e Deco; Emerson e Fred.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.