Timão obrigado a brilhar

Depois de perder a invencibilidade, ver o Flamengo encostar e a qualidade do futebol diminuir, o Corinthians tenta resgatar o futebol exibido no começo do campeonato. O desafio começa hoje, às 16h, no Pacaembu, contra o Ceará. Ganhar e convencer virou uma questão de honra para a equipe.

PUBLICIDADE

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

Fábio Hecico

PUBLICIDADE

Tudo o que o Corinthians construiu nas dez primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro virou fumaça nas últimas cinco, em que venceu apenas uma partida e fez só cinco pontos. A invencibilidade se foi e, junto com ela, o Timão deu adeus também à confortável distância que o separava de seus concorrentes na disputa do título brasileiro. Agora a missão do time alvinegro é resgatar o futebol exibido no começo do campeonato, a começar por hoje, às 16h, no Pacaembu, contra o Ceará.

Ganhar e convencer virou uma questão de honra para uma equipe que há não muito tempo era considerada a mais eficiente e segura do futebol nacional. Tudo para terminar a rodada na liderança do Brasileirão.

"Quando se olha para a casa dos vizinhos, não se cuida da sua casa. Queremos cuidar apenas da nossa, a do Corinthians", afirma o técnico Tite, querendo dizer com isso que não está preocupado com Flamengo e São Paulo, seus principais adversários na corrida pelo título brasileiro. "Quero que a equipe jogue muito, tenha grande desempenho. Não quero ficar secando os outros, quero energia para coisas boas e ela passa por ter um bom trabalho", completou.

A volta do goleiro Júlio César serve para dar um pouco mais de segurança à zaga. O jogador revelado nas divisões de base do clube sempre foi questionado pela Fiel, mas sua ausência serviu para mostrar que ele faz muita falta. Ralf retornará ao meio de campo para dar mais poder de marcação ao time e Jorge Henrique também estará de volta. Liedson, que ainda não está completamente recuperado de uma lesão, não participou do treino de ontem, em que Tite aprimorou o posicionamento dos titulares. O artilheiro foi relacionado para o jogo, mas não deverá ser titular. Emerson foi sacado e William e Alex, mantidos.

Publicidade

Sem Fábio Santos, que foi submetido a uma cirurgia de clavícula e só retornará em outubro, Ramon virou titular. Tite fez questão de dar apoio ao jogador. "Ele está mais maduro e tem minha total confiança."

Apesar de se sentir obrigado a vencer, o Corinthians tem respeito pelo Ceará, time com o qual empatou duas vezes no Brasileiro do ano passado. "Conheço bem o (Vágner) Mancini (técnico do Ceará). Sei da sua seriedade e competência. E eles têm o Osvaldo, o Nicácio, que são muito bons jogadores. Roger foi meu jogador, Michel é muito bom. Será um grau de dificuldade grande", observa Tite.

Sem contar com o zagueiro Diego Sacoman, que foi emprestado ao Ceará pelo Corinthians e não pode jogar contra o Timão, Mancini vai escalar Anderson Luís na zaga. O técnico do Ceará terá outros três desfalques: o lateral-esquerdo Vicente, o volante João Marcos e o goleiro Fernando Henrique, todos por lesão.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.