PUBLICIDADE

Virou uma panela de pressão

MARCIUS AZEVEDO

PUBLICIDADE

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

O vice-presidente de futebol do São Paulo, João Paulo de Jesus Lopes, garante que o trabalho de Paulo CésarCarpegiani não será avaliado pela derrota para o Corinthians no clássico , mas os 5 a 0 deixam novamente o técnico pressionado. Para piorar, Cuca, que agrada ao presidente Juvenal Juvêncio, está disponível no mercado após ter sido demitido do Cruzeiro

PUBLICIDADE

"Explicar o 5 a 0, diante de vocês, é impossível. O que posso fazer é pedir desculpa à torcida. Aconteceu", disse o treinador, que não quis responder se sentia-se ameaçado no cargo.

"Não tenho o que falar. Foi uma derrota alta. Temos de lamber nossas próprias feridas, já tem jogo quarta-feira. Temos de superar isso", encerrou, culpando o gol prematuro no segundo tempo pelo fracasso.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.