PUBLICIDADE

Publicidade

Santos dobra preço dos ingressos

Objetivo é boa arrecadação contra o América, mas procura está baixa

PUBLICIDADE

Por Sanches Filho e SANTOS

Na hora em que o Santos mais precisa de sua torcida, os dirigentes resolveram pensar apenas em dinheiro. O clube anunciou ontem aumento de 100% no preço dos ingressos para a decisão de amanhã à noite, contra o América, do México, e a Vila Belmiro poderá receber um público abaixo do esperado. A entrada de arquibancada, que custava R$ 20,00, passou para R$ 40,00 e a cadeira de fundo para R$ 80,00. Os ingressos de cadeiras laterais não foram colocados à venda porque são destinados aos patrocinadores. Estudantes e aposentados pagam 50% do valor da entrada. Os ingressos começaram a ser vendidos ontem às 9 horas nos guichês da Vila Belmiro, em cinco postos credenciados na Baixada Santista e na sede da Torcida Jovem na capital. Até as 18 horas, a procura pelos bilhetes era apenas razoável, com movimento constante, mas sem fila. Mesmo assim, os dirigentes acreditam que o estádio vai estar lotado, alegando que a maioria dos torcedores deixa para comprar a entrada em cima da hora. Além do aumento, a derrota por 2 a 0 no Estádio Azteca também desanimou o torcedor santista. Tanto que, no domingo, apesar de o ingresso de arquibancada custar só R$ 10,00 para quem estivesse com a camisa do clube, apenas 2.396 torcedores assistiram à vitória por 4 a 0 do time sobre a Ipatinga. E, ao contrário dos dias que antecederam os jogos anteriores da Libertadores na Vila Belmiro, pouco se fala na cidade sobre o jogo de amanhã. O técnico Leão não vai determinar marcação especial sobre o atacante Cabañas, autor dos gols do América na partida no México. "O jogo agora é na Vila Belmiro, vai ser diferente", garantiu.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.