PUBLICIDADE

Publicidade

Serena Williams vence em 50 minutos e fatura título em Brisbane

Tenista norte-americana superou a russa Anastasia Pavlyuchenkova por 2 sets a 0

PUBLICIDADE

Por AE-AP
Atualização:

BRISBANE - A norte-americana Serena Williams comprovou que o intervalo entre as temporadas 2012 e 2013 não diminuiu o seu ímpeto. Neste sábado, a número 3 do mundo conquistou o título do Torneio de Brisbane ao derrotar a russa Anastasia Pavlyuchenkova por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 6/1, e garantiu o 47º troféu da sua carreira. Serena ganhou 35 de seus últimos 36 jogos, incluindo os títulos de Wimbledon, da Olimpíada, do US Open, do Masters da WTA e agora o primeiro torneio de 2013. A dona de 15 títulos dos torneios do Grand Slam já venceu cinco vezes o Aberto da Austrália e, faltando mais de uma semana para o início da disputa em Melbourne, tem chances reais de ser campeã pela sexta vez. Curiosamente, o Torneio de Brisbane teve em sua chave oito das 10 melhores ranqueadas tenistas do mundo, mas não contou com nenhuma partida entre as cabeças de chave, em razão de lesões e derrotas precoces. Serena iria enfrentar na sexta-feira, pelas semifinais, a bielo-russa Victoria Azarenka, mas o duelo não aconteceu em razão da desistência da número 1 do mundo por causa de uma infecção em um dedo do seu pé direito. Serena não se incomodou com o dia de folga e, descansada, dominou o duelo com Pavlyuchenkova, número 36 do mundo, principalmente após obter uma quebra de serviço no sexto game do primeiro set. A norte-americana sofreu apenas três pontos nos últimos três games da primeira parcial. Além disso, venceu sete games consecutivos, até Pavlyuchenkova conseguir confirmar o seu saque no quarto game do segundo set. O jogo durou apenas 50 minutos, com nove aces e 24 winners de Serena, contra apenas um ace e sete bolas vencedoras da sua oponente. "Eu sempre sinto que eu não sei como jogar tênis quando eu jogo contra você", disse Pavlyuchenkova a Serena, durante a cerimônia de entrega de troféus. Serena, de 31 anos, pode recuperar a liderança do ranking da WTA se vencer o Aberto da Austrália no final deste mês. E se isso acontecer, ela vai ser a mulher mais velha a se tornar número 1 do mundo. A marca atualmente é de Chris Evert e foi estabelecida em novembro de 1985, com 30 anos, 11 meses e três dias.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.