Publicidade

Tênis brasileiro conquista o título inédito da Copa Davis Júnior

Torneio reúne atletas da modalidade até 16 anos; brasileiros superaram os Estados Unidos na final

PUBLICIDADE

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

Três tenistas brasileiros conquistaram um título inédito para o País, neste domingo: a Copa Davis júnior (até 16 anos). João Fonseca (44º do ranking da categoria), Pedro Rodrigues (245º) e Gustavo Almeida (248º) bateram na final os Estados Unidos por 2 a 0, em Antalya, na Turquia.

PUBLICIDADE

No primeiro jogo, Almeida derrotou Meecah Bigun (111º) por 7/6 e 6/0. No segundo, Fonseca fez 6/4 e 6/1 em Kaylan Bigun (87º) e fechou o confronto sem a necessidade do duelo de duplas.

Antes dos norte-americanos, os brasileiros, comandados por Rodrigo Ferreiro, haviam derrotado Marrocos, Paraguai e França ainda na primeira fase. Depois passou por Austrália e Itália antes dos Estados Unidos.

Pedro Rodrigues em ação pelo Brasil na Copa Davis Júnior Foto: Srdjan Stevanovic

É apenas a segunda vez que uma seleção sul-americana conquista a Copa Davis júnior. Antes do Brasil, Chile havia vencido todas as categorias em 2001.

“Todos nós nos entregamos durante as finais e foi um verdadeiro esforço de equipe. Lutamos até o fim e estamos muito felizes. Fazer história para nosso país é algo que ficará na memória por muito tempo”, celebrou o atleta João Fonseca depois da conquista.

“Saber que o processo de desenvolvimento como jogador está funcionando, e o título é uma grande parte disso, significa muito. Com esse time, torna a conquista ainda mais especial”, completou.

Um dos treinadores de João é André Sá, que chegou a ser o número 55 do tênis mundial. O ex-tenista chegou a disputar a Copa Davis, e o jovem conta que recebeu conselhos do técnico: “Ele disse que foi a melhor semana do ano e que se divertiu muito torcendo pelos amigos. Eu posso ver o que ele quis dizer agora”.

Publicidade

O torneio é disputado desde 1995. O Brasil tinha como melhor resultado um terceiro lugar, em 2006, com André Stábile, Fabrício Neis e Henrique Cunha. Naquela edição, o trio brasileiro ficou atrás de Holanda e da Rússia.

A vitória do Brasil impediu que os Estados Unidos conquistasse a dobradinha no masculino e no feminino – na Billie Jean King Cup Juniors, em que bateu as atletas da República Tcheca.

Copa Davis Júnior 2022

Classificação final

  1. Brasil
  2. Estados Unidos
  3. Itália
  4. França
  5. República Tcheca
  6. Austrália
  7. Japão
  8. Espanha
  9. Argentina
  10. Paraguai
  11. Grã-Bretanhã
  12. Marrocos
  13. Turquia
  14. Índia
  15. Egito
  16. México
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.