PUBLICIDADE

Publicidade

UFC 302: Makhachev finaliza Poirier, que sinaliza com fim da carreira; Borrachinha decepciona

Apenas dois dos cinco brasileiros que subiram no octógono venceram; campeão fatura meio milhão de reais por performance

PUBLICIDADE

Foto do author Sergio Neto

O UFC 302, realizado na noite deste sábado e início de domingo (horário de Brasília) em Newark, Nova Jersey, foi emocionante até quase o apagar das luzes. Isso porque, no principal embate da noite, o russo Islam Makhachev derrotou Dustin Poirier apenas no 5º round, após diversas tentativas de levar o americano para o chão. No co-main event, Paulo Borrachinha e Sean Strickland tiveram uma luta decepcionante.

PUBLICIDADE

Ao todo, cinco brasileiros subiram ao octógono no maior evento de MMA do mundo. Porém, nem todos se sagraram vencedores. No card preliminar, apenas André Lima e Jailton ‘Malhadinho’ Almeida conseguiram ganhar. Enquanto isso, Cesinha Almeida bem que tentou manter a luta em pé, estilo o qual moldou seus pontos fortes, mas acabou perdendo sua invencibilidade no UFC ao cair para o russo Roman Kopylov por decisão dividida dos juízes.

Na luta que abriu o card principal, Elizeu ‘Capoeira’ foi outro lutador do País que tentou de tudo, mas acabou tropeçando. Ele enfrentou o jamaicano Randy Brown, que acabou levando a melhor na decisão unânime dos juízes. O resultado foi bem apertado, que fez jus ao duelo equilibrado. O revés, contudo, abre negativamente o novo ciclo do lutador de 37 anos dentro da entidade, já que ele teve seu contrato renovado recentemente.

Makhachev supera Poirier e mantém cinturão no UFC 302. Foto: Frank Franklin II/AP

As esperanças, então, recaíram sobre Paulo Borrachinha. Uma vitória sobre Sean Strickland deixaria o Brasil com saldo positivo no UFC 302. Mas, não foi o que aconteceu. Pelo contrário. Por se tratar da 2ª luta mais importante da noite, o embate foi um tanto decepcionante - de ambas as partes. Os dois lutadores ouviram vaias por parte da torcida que estava faminta de uma trocação franca. O duelo não foi nem para o chão e pouco foi atrativo de pé. Ambos foram muito cuidadosos em seus golpes e mais estudaram um ao outro do que arriscaram um ataque ousado. Sobrou segurança e faltou atitude. Depois de cinco rounds, os juízes deram decisão decisiva para Strickland.

Restou ao principal duelo da noite reacender o ânimo em Newark. De um lado, o campeão Islam Makhachev, conhecido por ser letal no chão. Do outro, o conhecido Dustin Poirier, que tentou a todo custo não dar o que o dono do cinturão queria. Foi a terceira tentativa do americano em chegar ao topo da categoria dos pesos-leves (até 70 kg).

Poirer foi muito levado ao chão no primeiro round, mas afiou a defesa no segundo. O terceiro assalto, no entanto, seguiu o roteiro do primeiro. Makhachev mostrou luta de chão afiadíssima, indo, sem pressa, para as costas do Poirer. Resiliente, Poirer conseguiu sair das armadilhas do campeão.

Na penúltima etapa da luta, Poirier conseguiu sair de uma ‘mochila’, considera por muitos na arena como sem escapatória, e foi o momento em que cresceu na luta. Também foi quando conseguiu encaixar alguns socos de pé e tirar sangue do Makhachev, que já não tinha tanta torcida assim e passou a ter menos ainda.

Publicidade

No derradeiro round, porém, o russo mostrou porquê é letal. Depois de quase 25 minutos de muita insistência, o campeão conseguiu finalizar Poirier no chão com um triângulo de mão e chegou à14ª vitória seguida, sendo 3ª defesa de cinturão. O americano, que vendeu caro a derrota, exaltou sua defesa contra as quedas, mas disse após o embate que “posso lutar contra os melhores. Mas se for lutar de novo, vou lutar para que? Eu não sei, tenho que pensar, pode ser o final”. Por fim, agradeceu à sua família caso a aposentadoria se concretize.

Bolso cheio

Além do resultado positivo e de manter seu cinturão, Makhachev levou dois prêmio: de Luta e Performance da noite. Ao todo, levou pra casa de bônus 100 mil dólares, equivalente a R$ 525 mil (aproximadamente).

Confira os resultados do UFC 302:

Card principal

  • Islam Makhachev (RUS) venceu Dustin Poirier (EUA) por finalização no 5º round.
  • Sean Strickland (EUA) venceu Paulo ‘Borrachinha’ Costa (BRA) por decisão dividida.
  • Kevin Holland (EUA) venceu Michael Oleksiejczuk (POL) por finalização no 1º round.
  • Niko Price (EUA) venceu Alex Morono (EUA) por decisão unânime.
  • Randy Brown (JAM) venceu Elizeu ‘Capoeira’ dos Santos (BRA) por decisão unânime.

CONTiNUA APÓS PUBLICIDADE

Card preliminar:

  • Roman Kopylov (RUS) venceu Cesinha Almeida (BRA) por decisão dividida.
  • Jailton Malhadinho (BRA) venceu Alexandr Romanov (MOL) por finalização no 1º round
  • Grant Dawson (EUA) venceu Joe Solecki (EUA) por decisão unânime.
  • Jake Matthews (AUS) venceu Philip Rowe (EUA) por decisão unânime.
  • Bassil Hafez (EUA) venceu Mickey Gall (EUA) por decisão unânime.
  • Ailin Perez (ARG) venceu Joselyne Edwards (PAN) por decisão unânime.
  • André Lima (BRA) venceu Mitch Raposo (EUA) por decisão dividida.
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.