Publicidade

Alonso encerra boatos na Fórmula 1 e define onde vai correr até 2026

Futuro do espanhol na categoria foi alvo de muitas especulações nas últimas semanas; piloto se inspira em Michael Jordan para anunciar decisão

PUBLICIDADE

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

Fernando Alonso revelou nesta quinta-feira que continuará correndo pela Aston Martin até 2026. Através de um comunicado, bem similar ao enviado por Michael Jordan em seu retorno ao Chicago Bulls, o espanhol assegurou a sua permanência na escuderia que tem como dono Lawrence Stroll, filho de Lance Stroll, seu companheiro de equipe. De quebra, encerrou os boatos de uma possível transferência para a Mercedes ou até mesmo para a Red Bull na próxima temporada.

Com a ida de Lewis Hamilton para a Ferrari, Fernando Alonso era o principal candidato ao posto do heptacampeão na Mercedes, apesar do nome de Sebastian Vettel ganhar forças nos últimos dias. Ventilou até mesmo a hipótese do espanhol ser companheiro de equipe de Max Verstappen na Red Bull com uma possível saída de Sérgio Pérez no final da temporada, o que também não acontecerá. 

Fernando Alonso decide permanecer na Aston Martin nas próximas duas temporadas. Foto: Nelson Almeida/AFP

Além de uma carta enviada para os jornalistas, com a simples frase: “Estou aqui para ficar”, Fernando Alonso também divulgou um vídeo com a mesma afirmação. Com a ascensão da Aston Martin nos últimos anos, o espanhol evitou fazer uma nova mudança na carreira, o que já aconteceu no fim de 2022, quando deixou a Alpine.

PUBLICIDADE

Fernando Alonso é o espanhol mais experiente do grid. Com 42 anos, está em sua 21ª temporada, tendo conquistado o título em duas oportunidades, ambas pela Renault (2005 e 2006). No ano passado, realizou uma campanha surpreendente com oito pódios, o que recolocou seu nome nos principais carros, dentre eles, Mercedes e Red Bull.

No entanto, preferiu continuar na Aston Martin, onde conquistou 24 dos 33 pontos da escuderia na temporada. O espanhol ocupa o oitavo lugar no mundial de pilotos.  Ele volta às pistas no final de semana do dia 21 de abril para o Grande Prêmio da China, no Circuito Internacional de Xangai.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.