PUBLICIDADE

Publicidade

Monza lembra vítimas de atentados

PUBLICIDADE

Por Agencia Estado
Atualização:

O autódromo de Monza - onde no domingo acontece o GP da Itália de Fórmula 1 - parou hoje por alguns instantes, em homenagem às vítimas dos atentados terroristas de terça-feira nos Estados Unidos. Ao meio dia, pilotos, mecânicos e dirigentes se recolheram a seus boxes e todos os motores foram desligados. Nas arquibancadas, o público que acompanhava os treinos livres permaneceu em pé, em silêncio, em respeitos aos mortos. Para coincidir com o horário das homenagens em toda a Itália, os organizadores do GP anteciparam o horário dos treinos. Esta foi a segunda vez que se observa um minuto de silêncio no Autódromo Nacional de Monza. No dia 7 de setembro de 97, promovido pelo piloto britânico Damon Hill, o circuito também parou, para lembrar a morte da princesa Diana, ocorrida uma semana antes. Vários clubes italianos de futebol também homenagearam os mortos nos Estados Unidos. O Milan e a Roma suspenderam os treinamentos exatamente ao meio dia. Jogadores, membros da comissão técnica e dirigentes pararam por três minutos, e bandeiras foram colocadas a meio pau.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.