PUBLICIDADE

Publicidade

Pirelli culpa 'contato externo' por problema em pneu de Raikkonen

Finlandês, assim como Vettel, o seu companheiro de Ferrari, teve problema em Silverstone

PUBLICIDADE

Foto do author Redação
Por Redação

Às vésperas do início das atividades do GP da Hungria, os furos em pneus usados pela Ferrari na prova anterior, em Silverstone, ainda repercutem. Fornecedora de compostos da Fórmula 1, a Pirelli anunciou nesta quarta-feira ter concluído que o dano no pneu de Kimi Raikkonen no GP da Inglaterra provavelmente foi provocado por um contato externo, o que acabou deixando o composto dechapado após algumas voltas.

Raikkonen teve problema com os pneus em Silverstone Foto: Lluis Gene/AFP

PUBLICIDADE

Raikkonen estava em segundo lugar na corrida disputada em 16 de julho, mas um problema em um dos seus pneus permitiu que Valtteri Bottas completasse a dobradinha da Mercedes com Lewis Hamilton, o vencedor. O piloto finlandês parecia que também perderia o lugar do pódio para seu colega de equipe, Sebastian Vettel, mas em uma mudança surpreendente, ficou em terceiro após o alemão da Ferrari também ter um dos seus pneus furados.

Os problemas com os dois pilotos da Ferrari levaram a Pirelli a realizar extensos testes após corrida em ambos os carros. Nesta quarta-feira, então, a Pirelli declarou em um comunicado que o incidente com Raikkonen não se deu por causa do pneu em si.

"A possível causa inicial do defeito consiste em um contato contra um corpo externo, levando algumas partes a se descolarem, afetando duas áreas. Em nenhuma ocasião havia algum sinal de fadiga, desprendimento ou laceração, ou mesmo o início de tais problemas que afetariam a estrutura do pneu. Em conclusão, a Pirelli pode confirmar que não surgiram problemas relacionados com o próprio pneu", disse a fornecedora de compostos, negando qualquer problema de fabricação.

Na última semana, a Pirelli havia anunciado que o problema no pneu de Vettel em Silverstone havia sido provocado por um pequeno furo. O alemão se encaminhava para assegurar a terceira posição no GP da Inglaterra até ter o problema com o pneu dianteiro esquerdo da sua Ferrari. O alemão conseguiu concluir a prova sem ir aos boxes, mas caiu para o sétimo lugar. O problema com Raikkonen ocorrera pouco antes.

Hamilton venceu o GP da Inglaterra e agora está um ponto de Vettel, o líder do Mundial de Pilotos. Já Raikkonen ocupa apenas a quinta colocação. O campeonato prossegue neste fim de semana com a disputa do GP da Hungria, antes da tradicional pausa do verão europeu.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.