PUBLICIDADE

Publicidade

Youtuber Jake Paul leva sua popularidade para o boxe e recebe chance de se tornar ‘profissional’

Presidente do Conselho Mundial de Boxe (CMB), principal órgão da modalidade, indica que uma vitória sobre Tommy Fury, dia 26, vai colocá-lo no ranking dos pesos cruzadores

PUBLICIDADE

Por Wilson Baldini Jr
Atualização:

Com mais de 43 milhões de seguidores nas redes sociais (Instagram, TikTok e Twitter), o que o torna em um dos youtubers mais influentes nos Estados Unidos, o americano Jake Paul, de 26 anos, levou esta popularidade para o ringue de boxe em 2020. Depois de seis vitórias diante de lutadores vindos do MMA, o dono de quatro bilhões de visualizações na internet vai ter um ‘duelo de verdade’ dia 26, na Arábia Saudita, contra o britânico Tommy Fury.

PUBLICIDADE

Sofredor de grande preconceito no mundo da ‘nobre arte’, Jake Paul garante desde sua primeira luta que está no boxe para se tornar campeão. “Vou lutar com Canelo em quatro anos.” Canelo é um pugilista profissional mexicano. Ele é o atual campeão mundial na categoria de meio-pesado da OMB, de supermédio da AMB e de médio pelo CMB. Se suas previsões derem certo, uma luta com o atual campeão unificado - dono dos quatro principais cinturões mundiais - poderá ser realizada ano que vem.

Em seu cartel, Jake Paul soma triunfos de pouca importância. Venceu duas vezes Tyron Woodley, lutador de MMA, e ganhou do brasileiro Anderson Silva, lenda do UFC, com direito a uma queda do Spider. Esforçado nos treinamentos, o youtuber vem se apresentando cada vez melhor, mas ainda longe para ser apontado como um dos notáveis em sua categoria.

Jake Paul em ação na luta com Anderson Silva, o Spider Foto: Mark J. Rebilas / USA TODAY Sports

O Conselho Mundial de Boxe (CMB), principal órgão do boxe, por intermédio de seu presidente, Mauricio Sulaiman, apontou que em caso de vitória diante de Fury, Jake Paul vai ser colocado na próxima lista do ranking dos pesos cruzadores (até 90 quilos). Isso significa que ele passa a ser também um pugilista.

Fury, que é irmão de Tyson Fury, campeão mundial dos pesos pesados pelo CMB, é boxeador profissional há cinco anos e apresenta um cartel de oito lutas, com oito vitórias, sendo quatro delas por nocautes.

A popularidade de Jake Paul faz com que a luta com Fury tenha tratamento ‘vip’ por parte do sistema pay-per-view na Grã-Bretanha, onde a assinatura para ver a luta vai custar 19,95 libras (cerca de R$ 125). Os empresários apontam em uma boa venda, a ponto de garantir uma bolsa para Paul que poderá atingir US$ 20 milhões (R$ 104 milhões).

Todo este direito fez os árabes se interessarem em promover e receber Paul x Fury. Em caso de vitória do youtuber americano, já se pensa em lutas mais importantes e até na disputa de um título mundial em 2024. Se depender de popularidade, Paul está feito. Suas redes sociais vão bombar para a luta e comentários.

Publicidade

QUEM É JAKE PAUL?

A carreira de Jake Paul começou em 2013, ao postar vídeos na plataforma Vine, onde atingiu a marca de 5,3 milhões de seguidores e 2 bilhões de reproduções no aplicativo. Em 2015, foi contratado pela Disney para atuar na série de comédia Bizaardvark.

Em 2017, já uma celebridade nas redes sociais, Jake Paul foi um dos convidados para um evento na Casa Branca. Ele se escondeu em um banheiro antes de fugir de madrugada sem ser pego pela segurança. O feito foi usado em seus canais na internet.

Em janeiro de 2017, recebeu US$ 1 milhão em financiamento para criar uma agência de marketing e criação de influência sobre entretenimento adolescente. Em maio do mesmo ano, o influenciador lançou uma música e um videoclipe intitulado “It’s Everyday Bro”, que alcançou mais de 70 milhões de visualizações no YouTube em seu primeiro mês e se tornou o terceiro vídeo com mais dislikes no YouTube. A música chegou ao número 94 na Billboard em junho de 2017.

Tudo Sobre
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.