PUBLICIDADE

Nomeação de ex-deputado ligado a helicóptero com cocaína é de 2016

Matéria do Estadão voltou a ser compartilhada como se fosse recente

Por Alessandra Monnerat e Caio Sartori
Atualização:

Uma reportagem do Estado de junho de 2016 voltou a viralizar como se fosse recente. Publicada pelo blog de Fausto Macedo, a matéria relata a nomeação do ex-deputado estadual de Minas Gerais Gustavo Perrella para o cargo de Secretário Nacional de Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor. O link chegou a entrar na lista de mais lidas do portal do Estado.

Conhecido por ter um helicóptero de sua empresa apreendido com 445 kg de cocaína, Perrella foi indicado pelo então ministro do Esporte, Leonardo Picciani (MDB). O ex-deputado estadual foi exonerado em dezembro de 2017 do cargo. Ele é filho do senador Zezé Perrella (MDB-MG), aliado do também senador Aécio Neves (PSDB-MG), que ano que vem passará a ser deputado federal.

Segundo a polícia,helicóptero era utilizado por facções criminosas para transportar drogas da Bolívia para São Paulo. Foto: Delegacia de Investigação sobre Entorpecentes de São Bernardo do Campo/Reprodução

PUBLICIDADE

A matéria voltou a viralizar após ser compartilhada por páginas e grupos como "Bolsonaro Aqui Não", "Grande Mobilização Nacional Contra a Corrupção" e "Somos Todos Haddad", que não deixaram claro que se tratava de um fato de 2016. A omissão deu a entender que a nomeação era para o governo de Jair Bolsonaro.

Os sites Boatos.Org e E-Farsas também publicaram checagens sobre o assunto.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.