PUBLICIDADE

Caso Madeleine McCann: Suspeito será julgado por supostos crimes sexuais na Alemanha

O homem é acusado de ao menos cinco crimes sexuais diferentes, três deles envolvendo menores de idade

Foto do author Redação
Por Redação

O homem suspeito de assassinar Madeleine McCann — a menina britânica de 3 anos que desapareceu no Algarve, em Portugal, em 2007 — terá julgamento programado para fevereiro de 2024, segundo afirmaram nesta quarta-feira, 29, o promotor alemão que trabalha no caso.

Christian Brueckner é acusado de cinco crimes sexuais diferentes, três deles envolvendo menores de idade.

Ele será julgado sob acusações de estupro de uma jovem irlandesa de 20 anos, de uma mulher idosa e de uma jovem adolescente.

Uma mulher olha para o cartaz de Madeleine McCann, no sul de Portugal, em 3 de maio de 2008.  Foto: HUGO CORREIA / REUTERS

PUBLICIDADE

O promotor afirma que os dois últimos casos foram ocorreram em uma pequena casa de campo próxima ao local onde Madeleine McCann desapareceu em maio de 2007.

As outras duas acusações referem-se ao suposto assédio sexual de uma jovem alemã de 10 anos, um mês antes do desaparecimento de Madeleine, e a um incidente de exposição pública em 2017, na frente de um grupo de crianças em um parquinho.

“O julgamento está programado para começar em 16 de fevereiro, uma sexta-feira e meio período, mas deve haver tempo suficiente para ouvir todas as acusações”, afirmou o promotor Hans Christian Wolters.

“Todos estão disponíveis naquele dia, e assumindo que não haja muitos contratempos por parte do advogado de Christian, o Sr. Fulscher, ouviremos a resposta dele às acusações.”

Publicidade

O advogado de Brueckner lançou uma última tentativa legal no início deste mês para tentar excluir uma das testemunhas-chave do caso.

A alegação foi rejeitada e o advogado de Brueckner passou a aceitar a data de início do julgamento.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.