PUBLICIDADE

Explosão mata 5 pessoas e fere 20 no sul da Rússia

Autoridades não sabem o que causou detonação em festival de músicas folclóricas da Chechênia

Por AE-AP
Atualização:

 

ROSTOV-ON-DON - Um explosão atingiu o centro de uma cidade no sul da Rússia nesta quarta-feira, 26, matando cinco pessoas e ferindo pelo menos 20, quando uma multidão reunida no local assistia e participava de um festival de músicas folclóricas da Chechênia, informaram funcionários.

 

PUBLICIDADE

O ataque aconteceu na cidade de Stavropol. O Comitê Investigador da Rússia disse em comunicado num website que a explosão aconteceu perto de um café que servia como centro cultural. Uma famosa companhia de dança da Chechênia deveria se apresentar no local, mas a bomba explodiu quinze minutos antes. Uma investigação de terrorismo foi aberta, informou o comunicado.

 

Segundo o governo russo, cinco pessoas foram mortas e 20 hospitalizadas com ferimentos. Um porta-voz do Ministério de Emergências disse que três dos mortos eram mulheres. Uma das testemunhas que estava no local disse que o número de mortos seria ainda maior se a bomba explodisse quando a renomada companhia de dança estivesse se apresentando, porque mais pessoas estariam reunidas.

 

Ataques de extremistas islâmicos são frequentes nas sete províncias russas do norte do Cáucaso, que têm uma população predominantemente muçulmana. Os grupos de defesa dos direitos humanos, contudo, mantém que os atentados são uma vingança contra abusos da polícia, torturas e sequestros feitos pelas forças russas.

 

O Gabinete do Procurador Geral disse em nota que a investigação criminal está sendo conduzida sob as leis relativas ao terrorismo. Stavropol fica numa região etnicamente russa, fronteiriça com as turbulentas repúblicas muçulmanas do norte do Cáucaso. Atentados islâmicos foram registrados anos atrás.

 

Há alguns meses, rebeldes islâmicos do Cáucaso prometeram levar a violência a várias cidades russas. Em março, homens-bomba mataram 40 pessoas no metrô de Moscou, no pior ataque na Rússia "propriamente dita" desde 2004.

 

As autoridades disseram que a bomba continha explosivos numa quantidade equivalente a 200-250 gramas de Trinitrotolueno (TNT). A explosão ocorreu 15 minutos antes da apresentação do celebrado grupo checheno Vainakh, muito ligado ao líder rebelde Ramzan Kadyrov, que já posou para fotos com dançarinos.

Publicidade

 

Em 1995, rebeldes chechenos fizeram centenas de reféns em um hospital na cidade de Budyonnovsk, que fica na região de Stavropol. Mais de cem civis morreram durante uma frustrada tentativa russa de invadir o local.

Com informações da Reuters

Tudo Sobre
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.