PUBLICIDADE

Naufrágio na República Centro-Africana mata 58 pessoas

Mais de 300 pessoas estavam a bordo de embarcação que estava a caminho do funeral de uma liderança local; número de desaparecidos ainda é desconhecido

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

Pelo menos 58 pessoas morreram e várias permanecem desaparecidas após o naufrágio de uma embarcação sobrecarregada no rio Mpoko, na sexta-feira,19, em Bangui, na capital da República Centro-Africana.

“Conseguimos resgatar 58 corpos sem vida. Desconhecemos o número total de pessoas” submersas, declarou Thomas Djimasse, diretor da Defesa Civil para uma rádio local, cujas equipes chegaram ao local 40 minutos após o naufrágio. Pescadores locais foram os primeiros a resgatar as vítimas e recolheram os corpos do rio antes da chegada dos serviços de emergência.

Pelo menos 58 pessoas morreram e outras desapareceram na sexta-feira, quando um barco sobrecarregado naufragou no rio Mpoko, em Bangui, capital da República Centro-Africana (RCA) Foto: Reprodução/X/@VoiceOfCongo

A embarcação estava indo em direção a Makolo, onde ocorreia o funeral de um líder, com mais de 300 pessoas a bordo, ultrapassando muito sua capacidade — algumas em pé ou nas estruturas de madeira.

PUBLICIDADE

O barco virou logo após partir, relatou uma testemunha, Maurice Kapenya, que seguia o veículo “em uma pequena” embarcação devido a falta de espaço a bordo. Com a ajuda de pescadores e moradores locais, Kapenya retirou as primeiras vítimas da água, incluindo sua própria irmã.

Um pescador que participou do resgate, Adrien Mossamo, disse que pelo menos 20 corpos foram encontrados enquanto esperavam a chegada dos militares. “É um dia horrível”, disse.

Muitos familiares de passageiros desaparecidos permaneceram às margens do rio neste sábado, 20, em uma angustiante espera por notícias de seus entes queridos./AFP e Associated Press.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.