PUBLICIDADE

Suíça: homem com machado é morto pela polícia após sequestrar trem e prender 15 reféns por 4 horas

Polícia usou explosivos para distrair criminoso e invadir trem, um requerente de asilo iraniano

Foto do author Redação
Por Redação

Um homem armado com um machado e uma faca fez um grupo de pessoas reféns em um trem que viajava entre duas cidades no oeste da Suíça na noite de quinta-feira, 7, até que a polícia interveio após quatro horas, matando o sequestrador e libertando os reféns. O sequestrador, que era um requerente de asilo iraniano, manteve 14 passageiros e o piloto do trem em cativeiro.

As autoridades indicaram que ainda não foram elucidados os motivos do ato, no qual o criminoso forçou o maquinista do trem a deixar seu posto para se juntar aos outros reféns, que ficaram retidos por mais de quatro horas.

Os passageiros alertaram as forças de ordem, que negociaram com o sequestrador pelo WhatsApp, com a ajuda de um intérprete de farsi.

Policial inspeciona o interior do trem onde passageiros que viajavam de Yverdon para Sainte-Croix foram mantidos como reféns. Foto: Fabrice COFFRINI/AFP

PUBLICIDADE

“Durante essa operação, demos prioridade à segurança dos reféns e fizemos todo o possível para convencê-lo a se render”, afirmou nesta sexta-feira o porta-voz da polícia de Vaud, Jean-Christophe Sauterel. O sequestro durou das 18h35 às 22h30 locais. O trem ficou parado na estação de Essert-sous-Champvent, a poucos quilômetros do lago turístico de Neuchâtel.

A ordem para a intervenção foi dada após as 22h, depois que explosivos foram usados para desviar a atenção do sequestrador e quando se descobriu que ele havia se separado das vítimas por um momento.

Quando percebeu a manobra, o sequestrador foi em direção ao grupo de intervenção com uma atitude ameaçadora e um machado na mão, quando um dos policiais usou sua arma e o matou, em um gesto que a polícia indicou como legítima defesa. Todos os reféns foram liberados sem ferimentos. “No momento, não há elementos que nos indiquem um ato terrorista ou extremista”, declarou o porta-voz da polícia.

O sequestrador seria “um solicitante de asilo” iraniano de 32 anos que estava armado com um machado e uma faca e se comunicava em farsi e inglês, disse Sauterel./EFE e AFP.

Publicidade

Ordem para a intervenção foi dada após as 22h, depois que explosivos foram usados para desviar a atenção do sequestrador. Foto: Fabrice Coffrini/AFP
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.