DALL-E 2, Gato, LaMDA e Yolo: as inteligências artificiais que vão mudar o mundo

Conheça os modelos de IA que podem alterar a maneira como vivemos

PUBLICIDADE

Por Bruno Romani
Atualização:
3 min de leitura

Ao contrário do que a ficção nos fez acreditar nas últimas décadas, a expressão “inteligência artificial (IA)” não se refere a algo homogêneo - não se trata de um único sistema capaz de resolver todos os problemas propostos a ele. A tecnologia é composta por uma série de modelos e técnicas que evoluem de forma assíncrona na busca por soluções para desafios específicos.

Esses modelos são desenvolvidos por universidades, pesquisadores, megacorporações, startups e até entusiastas da tecnologia. Dessa maneira, o impacto que essas IAs causam no mundo tem enorme potencial econômico. Até 2030, a inteligência IA vai gerar US$ 13 trilhões no mundo, segundo um relatório global da consultoria McKinsey - na América Latina, 5% do Produto Interno Bruto (PIB) deve crescer no período em função da tecnologia.

Imagem gerada pela IA Stable Diffusion a partir do comando "O futuro do mundo transformado pelas inteligências artificiais" Foto: Stable Diffusion/Estadão

Porém, os modelos de maior destaque não apenas resultam em mudanças na vida das pessoas de forma direta. Elas também inspiram o desenvolvimento de outros modelos, levando todo o campo da IA para novos patamares, e emprestam suas funcionalidades para que empresas criem seus próprios produtos.

Este especial tenta olhar para as IAs que carregam essas características em 2022 - as escolhas foram feitas após muita conversa com pesquisadores, especialistas e empresas diretamente envolvidos na construção de IAs. Vale lembrar: os avanços na área ganharam velocidade de tirar o fôlego e tudo pode mudar em semanas - o AlexNet, modelo que impulsionou do zero toda a onda atual de IA, foi revelado há apenas 10 anos, em 2012.

Entre os nomes destacados, estão a Alphafold, que pode abrir as portas para uma revolução na indústria farmacêutica - esse pode ser o caminho para o primeiro prêmio Nobel para a área de IA.

Aparecem também os dois modelos que fizeram mais barulho em 2022. O LaMDA, modelo de gerador de diálogos tão sofisticado que fez um engenheiro do Google afirmar que o sistema estava “vivo”, e o DALL-E 2, modelo que gera imagens a partir de comandos de texto, que está levantando debates sobre o uso de IA nas artes. Aliás, todas as imagens usadas neste especial foram criadas por IA, usando o DALL-E 2 e seus concorrentes, Midjourney e Stable Diffusion. No topo desta página, o DALL-E 2 gerou a ilustração a partir do comando “o futuro do mundo transformado pelas inteligências artificiais”.

Continua após a publicidade

Imagem gerada pela IA Midjourney a partir do comando "O futuro do mundo transformado pelas inteligências artificiais" Foto: Midjourney/Estadão

Junto deles também estão o GPT-3, conhecido por ser uma IA caprichosa na produção de textos, o Yolo, IA “vista louca” capaz de influenciar a indústria de carros autônomos, e o Gato, sistema que é “pau para toda obra” e se propõe a ser bom em várias tarefas diferentes - todos os capítulos podem ser acessados também no menu acima.

O material tenta desvendar não apenas o funcionamento e os impactos desses sistemas, mas os desafios que eles têm no horizonte para tornarem realidade os seus potenciais. Não são apenas desafios técnicos. Existem discussões éticas e sociais que precisam ser levadas em consideração - isso sem contar a capacidade de adaptação comercial dessas tecnologias.

Mesmo com tantas questões, a única certeza até aqui é que nossas vidas jamais serão como antes. Portanto, ao longo desses seis capítulos, conheça as IAs que vão mudar o mundo nos próximos anos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.