PUBLICIDADE

Bill Gates vai deixar maior parte da herança para ‘quarta filha’; veja quem deve receber fortuna

Bilionário tem dito, ao longo dos anos, que não acha certo que seus filhos herdem mais de US$ 120 bi de sua fortuna pessoal

Foto do author Bruna Arimathea
Por Bruna Arimathea
Atualização:

Bill Gates já escolheu quem deve herdar a sua fortuna após a sua morte. A “filha” mais nova do casamento com Melinda French, a Fundação Bill e Melinda Gates, deve ficar com a maior parte do patrimônio do bilionário avaliado em US$ 127 bilhões, de acordo com a Forbes.

PUBLICIDADE

Isso porque os três filhos reais de Gates devem receber “apenas” US$ 10 milhões de herança do pai. O desejo de que o seu dinheiro fosse empregado na Fundação foi manifestado várias vezes ao longo dos últimos anos e, para ele, o montante, que representa menos de 1% da sua fortuna, que cada um de seus filhos deve receber é suficiente para que eles possam construir a própria vida.

“É um desserviço para as crianças ter enormes somas de riqueza. Isso distorce tudo o que eles podem fazer ao criar seu próprio caminho, disse explicou Gates em entrevista para o programa de TV britânico This Morning. “Nossos filhos receberão uma ótima educação e algum dinheiro, então nunca serão pobres, mas terão suas próprias carreiras”.

Bill Gates deve deixar fortuna para Fundação filantrópica Foto: Hollie Adams/Bloomberg

Em outra ocasião, Gates afirmou que era inútil ter tanto dinheiro em vida e que pensava no que fazer com a fortuna. “Olhando para o futuro, o meu plano é dar toda a minha riqueza à fundação, menos o que gasto em mim e na minha família”, comentou o empresário em julho de 2022.

Gates tem três filhos do casamento com Melinda, que acabou em 2021: Jennifer, de 27 anos, Rory, 23, e Phoebe, 21. Os filhos, porém, devem ter uma herança maior da parte da mãe. Melinda já afirmou publicamente que não concordava com a ideia de deixar apenas US$ 10 milhões para os filhos e desistiu de deixar sua fortuna para a Bill e Melinda Gates após a separação.

Agora, a empresária, que é uma das mulheres mais ricas do mundo, deve dividir seu patrimônio entre os filhos e outras instituições filantrópicas.

A Fundação Bill e Melinda Gates foi criada em 2000 pelo então casal, e já investiu mais de US$ 53,8 bilhões em projetos filantrópicos desde o seu nascimento. A organização é dedicada principalmente a financiar iniciativas que combatam a desigualdade e mitiguem as mudanças climáticas.

Publicidade

Tudo Sobre
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.