Amazon cresce vendas de fim de ano em 9%, mas lucro cai 98% em um ano

Varejista comemora resultados em comercialização de serviços e na nuvem AWS

PUBLICIDADE

Foto do author Guilherme Guerra
Por Guilherme Guerra

A Amazon registrou aumento de 9% nas vendas de fim de ano da companhia, somando US$ 149,2 bilhões no quatro trimestre de 2022, período tido como chave para o varejo devido a datas como Black Friday e Natal. Segundo balanço financeiro da companhia apresentado nesta quinta-feira, 2, o mesmo trimestre de 2021 somou US$ 137,4 bilhões em vendas.

PUBLICIDADE

A venda de produtos caiu de US$ 71,1 bilhões para US$ 70,5 bilhões de 2021 para 2022. Já a categoria de serviços (como a assinatura Prime, que concede entregas mais rápidas e benefícios como streaming de filmes e séries) cresceu de US$ 65,9 bilhões para US$ 78,6 bilhões.

Segundo principal pilar da Amazon, a divisão de computação em nuvem Amazon Web Services (AWS) cresceu 20% na comparação dos últimos três meses de 2022 com 2021, totalizando US$ 21,4 bilhões.

Apesar do bom resultado no fim de ano, a Amazon encolheu o lucro em 98% na comparação de trimestre anual, saindo de US$ 14,3 bilhões para US$ 300 milhões.

Para o primeiro trimestre de 2023, a Amazon espera que a receita fique entre US$ 121 bilhões e US$ 126 bilhões, crescimento de 4% a 8% sobre igual período do ano anterior. Segundo a consultoria Refinitiv, a expectativa é de US$ 125,1 bilhões.

Tudo Sobre
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.