PUBLICIDADE

Buscador do Google foi tomado por IA generativa e fará até roteiros e planejamentos

Com Gemini, ferramenta será capaz de entender solicitações complexas, tal como chatbots

Foto do author Henrique Sampaio
Por Henrique Sampaio
Atualização:

Durante seu evento anual Google I/O, o Google anunciou aprimoramentos em sua tradicional ferramenta de busca, que passará a fazer ainda mais uso do modelo de inteligência artificial Gemini, desenvolvido pela empresa.

Mesclando dados em tempo real com o registro de décadas de informações disponíveis na internet, a busca do Google passará a entender solicitações complexas, tal como um chatbot, e poderá responder com roteiros e planejamentos detalhados e personalizados.

Liz Reid, chefe de pesquisa do Google, anuncia novidades na busca do Google  Foto: AP / AP

PUBLICIDADE

Em um exemplo, um usuário solicita uma procura pelo melhor estúdio de ioga em determinado bairro, incluindo demandas por horários, preços, popularidade e descontos. Dentro de alguns segundos, o Google apresenta cartões que incluem não apenas sugestões de estabelecimentos mas também tempo de chegada até o local, horários de funcionamento e outros detalhes, em resumo. A ideia é que a ferramenta responda em uma única resposta algo que seria pesquisado em múltiplas buscas.

Outras situações sugeridas são planejamento de festas de aniversário, viagens, encontros, shows, eventos, dietas, treino de exercícios físicos etc.

Em um segundo exemplo, o buscador entrega um plano alimentar completo, com base em resultados da web, para a solicitação “crie um plano de refeições de três dias para um grupo e que seja fácil de preparar”. Também é possível ajustar e personalizar os resultados na hora, eliminando um prato a base de carne por um vegetariano, por exemplo. Assim que estiver satisfeito com o resultado, o usuário poderá exportar o plano (que é uma página de resultado do Google) para o Docs ou Gmail.

Também será possível ajustar as respostas em versões mais simples, com linguagem acessível, ou mais elaboradas, baseadas em tópicos, com maior detalhamento entre os itens.

Além de já ser compatível com imagens, a busca do Google agora também será capaz de entender vídeos. Usuários em busca de informações sobre o funcionamento de algum objeto poderá filmar algo que gera dúvidas e usar o vídeo como base para uma pesquisa, explicando os detalhes em texto ou áudio. O método parece ser uma resposta do Google à busca por soluções tipo DIY em plataformas de vídeo como TikTok.

Publicidade

As novidades na ferramenta de busca, que já estava disponível para desenvolvedores, chega nos EUA nesta terça, 14. A empresa afirmou que o recurso deve chegar em outros países em breve.

AI Overview

A inclusão da IA generativa nas pesquisas do site vai permitir com que os resultados de busca sejam acompanhados por resumos e imagens explicativas - a função foi batizada de AI Overviews.

O AI Overview também vai poder ser personalizado para cada usuário e vai oferecer suporte para perguntas mais complexas, ou seja, com maiores detalhes sobre o que se deseja pesquisar. O usuário poderá incluir informações sobre vários aspectos em uma mesma pesquisa.

“Descobrimos que, com AI Overviews, as pessoas usam mais a busca e ficam mais satisfeitas com seus resultados”, diz Liz Reid, chefe de pesquisa no Google, no blog da empresa.

PUBLICIDADE

Reid também afirma que, com a nova solução, as páginas que aparecem dentro do novo modelo recebem mais cliques do que se aparecessem nas listagens tradicionais.

“À medida que expandimos essa experiência, continuaremos a nos concentrar no envio de tráfego valioso para editores e criadores”, diz Reid. “Como sempre, os anúncios continuarão a aparecer em slots dedicados em toda a página, com rotulagem clara para distinguir entre resultados orgânicos e patrocinados.”

A empresa espera que o serviço atinja centenas de milhões de usuários até o final desta semana e um bilhão de pessoas até o final do ano.

Publicidade

Circule para pesquisar

Outro recurso de busca, focado em smartphones Android, que faz uso da IA Gemini é o “Circule para pesquisar”, que permite que o usuário possa fazer uma pesquisa em tempo real circulando com o dedo qualquer elemento de uma foto, imagem ou print.

Para acessar a busca, basta segurar o botão de home na área inferior da tela. Ao pressionar a tela, a imagem congela e é possível circular ao redor do elemento que você deseja pesquisar.

A partir de então, uma busca no Google aparece na tela, com fotos, links e uma caixa de texto para personalizar a pesquisa. Conteúdos que não podem ser compartilhados, como mensagens de visualização única ou aplicativos de banco, não estão habilitados para a função.

A ferramenta apareceu pela primeira vez em janeiro, quando a Samsung anunciou uma parceria com o Google para levar o recurso para os celulares da linha Galaxy S24.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.