PUBLICIDADE

Elon Musk contrata nova CEO para o Twitter

Anúncio foi feito pela sua conta no Twitter; Musk deve permanecer na diretoria da empresa

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

O Twitter deve estar em novas mãos em breve. Pela sua conta na rede social, Elon Musk afirmou que a empresa contratou uma nova CEO para administrar a empresa. Sem revelar nomes, Musk informou que a nova executiva deve começar a trabalhar em aproximadamente seis semanas, perto do final de junho.

Ainda na publicação, o bilionário disse que vai passar a ocupar o cargo de chefe de tecnologia, supervisão de produtos, softwares e operação de sistemas. Musk já se referiu à empresa como “X/Twitter”, após a mudança no nome da companhia dona da rede social.

PUBLICIDADE

Depois de passar por diversas mudanças sob o controle de Elon Musk nos últimos meses, a empresa Twitter, dona da rede social do passarinho, deixou de existir. Um documento apresentado na corte californiana em 4 de abril deste ano informou que, a partir de agora, a rede social está sob gestão da X Corp., empresa privada de Musk.

De acordo com o documento, submetido à Justiça em São Francisco, EUA, o Twitter fez uma fusão com a X Corp. e “não existe mais”, esclarecendo que a empresa que operava a plataforma não é mais independente ou proprietária de produtos. A rede social, porém, continua existindo.

Em dezembro do ano passado, Musk lançou uma enquete em seu perfil, perguntando aos seus 122 milhões de seguidores se ele deveria deixar a chefia da rede social, diante da onda de críticas que recebeu por causa das políticas impopulares de moderação de conteúdo.

A maioria dos participantes votou a favor da saída do bilionário do cargo de CEO. Em 12 horas de votação, a pesquisa atraiu 17,5 milhões de votos, dos quais 57,5% concordaram que ele deveria renunciar, enquanto 42,5% foram contrários.

Na época, o bilionário afirmou que iria deixar a presidência da empresa quando encontrasse alguém “tolo o suficiente” para encarar o trabalho.

Publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.