PUBLICIDADE

Personagem do jogo Banco Imobiliário rouba a cena em audiência do Google

A aparição foi um protesto contra o uso indevido de dados por grandes empresas de tecnologia como o Google e contra o monopólio dessas companhias

Por Redação Link
Atualização:
O personagem do jogo Banco Imobiliário, que na versão em inglês se chama Monopoly, marcou presença no depoimento do presidente executivo do Google, Sundar Pichai, no Congresso dos Estados Unidos Foto: Ting Shen/The New York Times

Quem acompanhou o depoimento do presidente executivo Sundar Pichai no Congresso dos Estados Unidos nesta terça-feira, 11, deve ter reparado que atrás dele aparecia uma figura inusitada, fazendo caras e bocas, com chapéu preto, bigode branco e gravata vermelha: uma referência ao personagem do jogo Banco Imobiliário que, na versão em inglês, se chama Monopoly (monopólio, em inglês). 

PUBLICIDADE

De acordo com o site CNBC, Ian Madrigal publicou nas redes sociais afirmando ser o personagem que compareceu à audiência, e que a aparição foi um protesto contra o uso indevido de dados por grandes empresas de tecnologia como o Google e contra o monopólio dessas companhias.

O personagem já havia aparecido no ano passado em uma audiência no Senado. Madrigal trabalha na direção estratégica da empresa de marketing político Revolution Messaging, e recentemente mudou seu nome de Amanda Werner para Ian Madrigal. 

“Não temos voz quanto à forma que o Google usa até mesmo nossos dados mais pessoais, e a única maneira de lutar contra isso é boicotar a própria internet”, disse Madrigal no Twitter. “Não podemos confiar que as grandes empresas de tecnologia se regularão sozinhas. Já passou da hora de o Congresso intervir e fazer o seu trabalho”. 

No final da audiência de Sundar Pichai, o personagem do Banco Imobiliário apareceu com um saco de dinheiro de mentira, bem atrás do executivo e no foco das câmeras. No depoimento de Pichai nesta terça-feira, 11, foram feitas perguntas sobre como o maior buscador do mundo funciona, quais ferramentas de transparência são adotadas pelo Google, como a empresa oferece proteção de dados dos usuários, como a empresa lida com material político e qual é o futuro da companhia na China. 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.