Amazon lança Kindle com caneta para anotações e desenhos no dispositivo

Kindle Scribe custa US$ 340 nos EUA e não tem previsão de chegada ao Brasil

PUBLICIDADE

Foto do author Bruna Arimathea
Foto do author Bruno Romani
Por Bruna Arimathea e Bruno Romani
Atualização:

A Amazon anunciou nesta quarta-feira, 28, um novo leitor de livros para a família de dispositivos da empresa: o Kindle Scribe. A grande novidade do aparelho é que, além dos livros, o Kindle agora poderá ser utilizado como um bloco de notas, para desenhos, tarefas e para escrita. Sem previsão de chegada ao Brasil, o Scribe vem com uma caneta própria para a atividade e custa US$ 340 nos EUA.

O aparelho chega como uma revolução dentro da linha de Kindles da empresa. É o primeiro com uma caneta auxiliar, que permite que o usuário possa interagir com a tela além do toque. Mesmo com opções apenas em preto e branco (cores ainda não estão disponíveis para os displays da Amazon), a empresa afirma que a responsividade do toque com a tela para desenho é apropriada para o dispositivo.

Kindle com caneta 2022 Foto: Amazon/Divulgação

PUBLICIDADE

O Kindle Scribe tem tela de 10,2 polegadas, a maior já lançada pela Amazon, com display de 300 ppi - o mesmo encontrado no Kindle Paperwhite e no Oasis. O produto promete ser uma junção do leitor com funcionalidades básicas de um tablet, por exemplo, como anotações em livros, um bloco de notas para desenhos e rascunhos.

A novidade foi anunciada em um evento em que a Amazon apresenta seus novos dispositivos de casa conectada e tecnologia em geral. Na apresentação, produtos como caixinhas de som Echo, robôs e câmeras são divulgados para o público.

Tudo Sobre
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.