PUBLICIDADE

Mais de um terço da população mundial usa celular

Estudo da Unctad mostra ainda que 15,6% acessam internet

Por Agencia Estado
Atualização:

Mais de um terço da população mundial usa celular e 15,6% navega pela internet. Os dados fazem parte de um estudo - "A economia e a informação" - apresentado pela Conferência das Nações Unidas (Unctad) para o Comércio e Desenvolvimento, apresentado nesta quinta-feira, em Genebra. O estudo também apontou que, na América latina, o crescimento maior no acesso à rede foi percebido nos últimos quatro anos e chegou a 39,3%. O principal problema da região, segundo o estudo, é a desigualdade: seis entre dez cibernautas da América Latina se concentram no Brasil e no México. O estudo, que toma por base os números de dezembro do ano passado na comparação com mesmo período do ano anterior, mostra outras diferenças. "O telefone celular é a única ferramenta de tecnologia da informação que conta com mais usuários nos países em desenvolvimento do que nos industrializados", disse Genevieve Feraud, da Unctad. O total de usuários de celular no final de 2005 era de 2,171 bilhões. Deste total, 809,9 milhões estão nos países industrializados e 1,174 bilhão nos países em desenvolvimento. Neste último grupo entram os usuários latino-americanos - em 239,5 milhões. Em relação aos acessos à internet, as desigualdades são notórias. Do total da população mundial, 15,6% têm acesso à internet. Contudo, mais da metade dos cidadãos dos países industrializados são internautas, enquanto nos países em desenvolvimento essa parcela está em 8,5%. Na América Latina, este porcentual é semelhante à média mundial e está em 15,5%. Mas a diferença entre os países é grande. Em Cuba, esta parcela é de apenas 1,7%; na Nicarágua, 2,6%. No Brasil e Argentina, 17,7% e 19,5%, respectivamente. No México chega a 17,4%.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.