Desemprego no Brasil em maio fica estável em 6,4%

O desemprego brasileiro ficou estável em maio e o rendimento aumentou, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados nesta quarta-feira.

REUTERS

22 Junho 2011 | 09h09

A taxa de desemprego nas seis principais regiões metropolitanas do país ficou em 6,4 por cento no mês passado, a mesma registrada em abril. Em maio de 2010, a taxa era de 7,5 por cento.

Economistas consultados pela Reuters projetavam 6,4 por cento.

O total de desocupados caiu 1 por cento em maio sobre abril e declinou 13,7 por cento na comparação com maio do ano passado, para 1,522 milhão.

O número de ocupados teve alta mês a mês de 0,5 por cento e avanço anual de 2,5 por cento, para 22,430 milhões.

O rendimento do trabalhador cresceu 1,1 por cento sobre abril e 4 por cento ano a ano, atingindo 1.566,70 reais, maior valor para um mês de maio desde 2002.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)

Mais conteúdo sobre:
IBGEDESEMPREGOATUA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.