Dois são baleados em tiroteio no Complexo do Alemão

Duas pessoas ficaram feridas hoje durante o tiroteio entre policiais e traficantes no conjunto de favelas do Complexo do Alemão, no Rio. Vanderson Cleiton Martins de Souza, de 25 anos, foi ferido com um tiro na barriga, e Kléber da Silva Duarte Amaral, de 18, foi atingido por um tiro de raspão no rosto. Eles foram atendidos no Hospital Getúlio Vargas, na Penha, zona norte da cidade, e não correm risco de morte, segundo a Secretaria da Saúde. Cerca de 700 homens, entre policiais civis e militares e agentes da Força Nacional de Segurança, participam hoje de uma operação nas favelas da Chatuba, Fé, Vila Cruzeiro, Caixa D''Água e Sereno, no Complexo do Alemão, na zona norte. O Batalhão de Operações Especiais (Bope) apóia a operação na Vila Cruzeiro, onde o tiroteio ficou intenso no final da manhã. Até o momento, apenas um acusado, conhecido como Cara de Lata, foi preso no Morro da Fé, armado e com um rádio-comunicador. Várias delegacias especializadas participam da operação, que é semelhante à ocorrida em 27 de junho, que deixou 19 mortos no mesmo local. De acordo com a secretaria, "a meta da ação é cumprir mandados de prisão e de busca e apreensão, reprimindo o tráfico de drogas". Durante o tiroteio, os traficantes chegaram a atear fogo a um ônibus na favela Cruzeiro.

RIO, Agencia Estado

05 de dezembro de 2007 | 15h22

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.