Falha no gerador deixa hospital às escuras por 3h no RS

Uma interrupção no fornecimento de energia elétrica gerou transtorno no maior hospital do litoral norte gaúcho, na manhã deste domingo. Durante três horas, médicos, enfermeiros e auxiliares do hospital de Tramandaí tiveram que manter manualmente a respiração de 11 adultos, após falha no gerador da instituição.

LUCAS AZEVEDO, Agência Estado

05 de agosto de 2012 | 20h38

O problema teve início por volta das 7h, quando a CEEE (Companhia Estadual de Energia Elétrica) interrompeu o abastecimento da região para uma manutenção programada. Como de costume, o gerador a combustível foi ligado, porém parou de funcionar cerca de 30 minutos depois.

Assustados com o quadro, os profissionais de plantão atenderam até as 10h30min - quando a energia foi restabelecida emergencialmente - 11 adultos, dos quais dez estavam em tratamento intensivo, e 13 bebês na UTI neonatal.

Conforme o diretor-geral da Fundação Hospitalar Getúlio Vargas de Sapucaia do Sul, que administra o hospital, Juarez Verba, a situação foi contornada e nenhum paciente sofreu dano. Internamente será apurado se houve falta de comunicação, já que o aviso do corte feito pela companhia de energia não teria sido recebido.

A CEEE informa que a instituição foi comunicada sobre o corte, assim como toda a região, e que o abastecimento ao hospital foi religado emergencialmente antes do previsto a partir de uma ligação com outra subestação.

Mais conteúdo sobre:
hospitalRS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.