Jack Warner se desliga da Fifa e Concacaf

Após demissão, entidade encerra investigações de corrupção sobre o ex-vice-presidente.

BBC Brasil, BBC

20 Junho 2011 | 13h09

A Fifa disse nesta segunda-feira ter aceito o pedido de demissão de Jack Warner, um de seus vice-presidentes e figura central no recente escândalo de corrupção envolvendo a entidade.

Warner também se desligou da Concacaf (Confederação de Futebol da América do Norte, Central e Caribe) e da CFU (União Caribenha de Futebol).

O comunicado da Fifa disse que "a demissão de Warner foi aceita".

O ex-vice-presidente havia sido suspenso provisoriamente no dia 29 de maior pela Fifa, junto com o presidente da Confederação Asiática de Futebol, Mohamed bin Hamman.

Ambos foram acusados de corrupção na campanha para presidir a entidade e ficaram suspensos enquanto as alegações eram investigadas.

"Como consequência da demissão voluntária de Warner, todos os procedimentos do Comitê de Ética contra ele foram encerrados e a presunção de inocência, mantida", disse o comunicado da Fifa.

"A Fifa lamenta a série de eventos que levaram Warner a tomar esta decisão", completou.

Jack Warner integrava havia 28 anos o Comitê Executivo da Fifa e foi, durante décadas, um aliado do presidente da entidade, Sepp Blatter.

Blatter foi reeleito este mês após seu único rival, Hamman, ter saído da disputa por causa das acusações de corrupção.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.